20.03.18

Azar na política e no jogo

Os governos de Minas Gerais, Ceará e Piauí estão perdendo um aliado no embate contra a privatização da Lotex. Politicamente desidratado e amarrado dos pés à cabeça ao governo federal após a intervenção na segurança do Rio de Janeiro, Pezão já não demonstra disposição em lutar no STF contra a venda das loterias da Caixa. O argumento dos governadores é que a concessão da Lotex por 25 anos criará um desequilíbrio concorrencial em relação às loterias e raspadinhas operadas por estados, caso da Loterj, no Rio de Janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.