fbpx
06.09.19

As curvas de Witzel

Diante da reduzida probabilidade de tirar o Grande Prêmio Brasil de São Paulo, Wilson Witzel busca um novo traçado: negociar com a F-1 a realização de uma segunda prova no país, no Rio de Janeiro, que levaria o nome de GP da América do Sul. A manobra não é simples, embora tenha a seu favor o fato de que a categoria vem ampliando a cada ano o número de provas: em 2020, serão 22 etapas.

Emerson Fittipaldi estaria em conversações com os organizadores da Fórmula-E para realizar uma prova da categoria no Brasil. A F-E reúne apenas carros elétricos de grandes marcas como Jaguar, Audi e Renault. O ex-piloto acena, inclusive, com a possibilidade de uso do futuro autódromo do Rio. O problema é que Fittipaldi não anda com muito crédito na praça. A bordo de uma grave crise financeira, é réu em 20 ações judiciais movidas por credores e somente para bancos deve algo como R$ 23 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.