Governo

Apoio a ONG paraguaia pode causar curto-circuito em Itaipu

  • 6/04/2023
    • Share

Disputas políticas no Paraguai ameaçam respingar no lado brasileiro de Itaipu, mais precisamente na gestão do ex-presidente da estatal no governo Bolsonaro, o almirante Anatalício Risden Junior. Há informações de que partidos de oposição ao presidente Mario Abdo Martinez querem investigar o convênio assinado em novembro do ano passado entre a usina e a ONG Asociación Nuevo Horizonte Promoviendo el Desarollo Sostenible. O assunto já estaria sendo monitorado pelo Itamaraty. A parceria com a referida ONG prevê o repasse de US$ 2 milhões para obras em vias públicas de cidades do Leste do Paraguai – área de influência de Itaipu. A princípio, considerando-se apenas o valor, trata-se de uma questão menor. No entanto, há um risco considerável do caso ganhar uma dimensão política maior no Paraguai. A ONG pertence ao casal Cintia Carolina Alfonzo e Victor David Torales, que toca projetos vinculados ao governo desde a gestão passada do ex-presidente Horacio Cartes. Cintia e Victor são citados em denúncias de desvios de recursos no Paraguai, entre os quais um projeto com outra entidade local, o Instituto de Desarollo Rural y de la Tierra, para a construção de redes de saneamento básico. 

Aparentemente, o assunto ainda está restrito aos meios diplomáticos e políticos. Consultada, Itaipu afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “o diretor-geral brasileiro, Enio Verri, desconhecia o tema até ser procurado pela reportagem do Relatório Reservado”. Ainda segundo a empresa, “após o questionamento, ele afirma que vai se informar sobre o assunto com o diretor-geral paraguaio e ressalva: ‘Se a doação foi aprovada pelos dois diretores gerais de Itaipu, acredito que tenha sido submetida à análise do corpo técnico da Itaipu´”. Em seu contato com o RR, Itaipu informou ainda que não existe qualquer indício de irregularidade e que “o convênio está sendo executado, conforme Plano de Trabalho”.  

#Itaipu #Paraguai

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima