fbpx
02.04.15

Mais de três anos após o acidente no campo do Frade

Mais de três anos após o acidente no campo do Frade, a ANP não dá qualquer sinal de que vai analisar o pleito da Chevron para retomar os investimentos no local. Proibida de furar novos poços, a petroleira só consegue extrair cerca de 25 mil barris/dia, um terço da capacidade do bloco antes do vazamento. É como se a agência dissesse: “Go home, Ianques!”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.