fbpx
26.03.15

A inesquecível dama do Butantan

 A diretora-executiva da Associação Brasileira para o Desenvolvimento da Educação Superior (Abraes), Elisabeth Guedes, carrega no peito um frasco de veneno. “Beth” era chamada no velho Ibmec, onde bateu ponto, de Lady Macbeth. Intrigou irmão com irmão e mãe com filho. Não há um diretor do Ibmec dessas eras que olhe para o seu reflexo sem exclamar: “Espelho, espelho meu, existe alguém que tenha sido mais envenenado do que eu?” Eles estão todos por aí para quem quiser tirar a prova. Elisabeth é irmã de Paulo Guedes, então presidente do Ibmec. Mas o “Paulinho” era querido pelos pares. Hoje, a  frente da Abraes, “Beth” fala em nome dos novos papões da educação, os consolidadores Kroton, Laureate, Ser Educacional, Estácio, Devry e Anima. Eles que embalem o ofídio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.