23.02.18
ED. 5812

Jorge Paulo Lemann joga a rede sobre um cardume de fintechs

Os caminhos da tecnologia estão levando Jorge Paulo Lemann de volta aonde tudo começou: o setor financeiro. O Innova Capital, fundo criado por Lemann para o financiamento de startups, vai partir para a consolidação de fintechs. O objetivo é criar uma hidra digital, uma multiplataforma de soluções e aplicativos voltados à prestação de serviços financeiros.

Segundo o RR apurou, após uma pré-seleção, o Innova Capital trabalha com uma lista de oito empresas, candidatíssimas a receber um aporte de Lemann. De acordo com informações filtradas do próprio fundo, os cabeças de chave da lista são o Banco Neon, do investidor Pedro Conrade, e o Banco Inter, do empresário Rubens Menin,dono da MRV Engenharia. Este último, o antigo Banco Intermedium, lançou sua operação digital há cerca de um ano e já soma mais de 300 mil clientes.

Segundo a mesma fonte, outras duas eleitas seriam o PJ Bank, que desenvolveu uma solução digital para boletos eletrônicos, e a Nexoos, plataforma de empréstimos para pequenas e médias empresas. Consultados pelo RR, Innova Capital, Neon, Banco Inter e Nexoos não se pronunciaram. O PJ Bank afirma não ter sido procurado. O caminho natural aponta para a posterior integração não apenas entre as fintechs fisgadas pelo Innova, mas também com outros aplicativos que já caíram na rede do venture capital de Lemann. É o caso do iFood e do PlayKids, serviço de streaming para o público infantil, ambos pendurados na Movile, uma espécie de hub tecnológico. Ao lado do grupo sul-africano Naspers, Lemann “pingou” cerca de US$ 80 milhões na empresa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.