08.02.18
ED. 5804

Grito de independência

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem discutido com seus diretores a oportunidade e o timing para a regulamentação da independência da autoridade monetária. Seria uma forma fácil de dar um recado para o mercado sobre o fortalecimento institucional do banco, e reforçar a ancoragem das expectativas. O complicador é o excesso de assuntos na pauta do Congresso. Para o seu público interno, Ilan diz que aprova inteiramente a medida, desde que ele não esteja mais à frente da instituição. Imagine, o titular do BC pular fora logo após a aprovação do projeto que garante sua permanência por um período mais longo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.