Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
23.08.19
ED. 6185

Investigação bilateral contra Messer

Dario Messer é uma pauta bilateral. O RR apurou que o Ministério Público do Paraguai requisitou a seu congênere brasileiro o teor da delação dos familiares do doleiro. Os procuradores paraguaios buscam pontas que levem à “clientela” de Messer naquele país. Há, inclusive, gestões para que os dois MPs formalizem uma espécie de força-tarefa conjunta no âmbito do tratado de cooperação na área penal entre os integrantes do Mercosul. A possível dobradinha abre um espectro ainda maior para o caso, pelo efeito retroalimentador que as investigações em um país poderão ter no outro. O Ministério Público brasileiro ganharia ainda mais munição para desbaratar novas conexões de Messer que ainda não estão reveladas. O Paraguai é um lócus obrigatório de investigações. Foi para lá que o doleiro despachou uma parcela razoável da fortuna que amealhou. Ressalte-se que o país vizinho é bastante receptivo a divisas externas: pessoas jurídicas, por exemplo, pagam um imposto único com alíquota média de 10%. Foi também no Paraguai que Messer construiu relações figadais com o Poder, como, por exemplo, com o ex-presidente da República Horacio Cartes, que já disse ser um “irmão de alma” do doleiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Escola “sem partido”

A temperatura nas universidades federais deve subir nos próximos dias. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, está disposto a impedir eventos da “Caravana Lula Livre com Haddad” em campus e auditórios de faculdades públicas. Fernando Haddad montou uma longa programação de visitas e debates em universidades de diversas capitais do país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Colheita com pinça

Na moita, o ministro Paulo Guedes está catando milho entre os recursos fiscais disponíveis. Quer separar algum dinheiro para investimentos. Guedes parece mau feito um pica-pau, mas nem tudo é amargo naquele homem.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Cabo eleitoral

Paulo Skaf está organizando um jantar entre Eduardo Bolsonaro e empresários brasileiros com negócios nos Estados Unidos. Terá o sabor de um evento de adesão à nomeação do “03” para a Embaixada de Washington.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Recuperação judicial

No que depender da Camargo Corrêa, o estaleiro Atlântico Sul vai entrar com pedido de recuperação judicial. A Queiroz Galvão, que está em RJ, é contra, mas deverá ser voto vencido. Só com o BNDES, a dívida do estaleiro é de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Óbito do óbito

A Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos abriu investigação interna sobre atos praticados pela ex-presidente, a subprocuradora da República Eugênia Gonzaga. Ao deixar o órgão, demitida, Eugênia teria levado consigo certidões de óbitos de quatro vítimas de ação do Estado no Regime Militar sem que o processo estivesse com todas as etapas finalizadas. Além disso, na condição de presidente da Comissão, ela teria instruído advogados a entrar com ações de reparação junto ao governo, inclusive fornecendo minutas de petições a alguns interessados. O processo de averiguação em curso caminha aparentemente para dois desfechos: as quatro certidões devem ser oficialmente canceladas. Além disso, a Comissão enviará um pedido à AGU para que formalize queixa contra Eugênia Gonzaga no Conselho Nacional do Ministério Público.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Secretário da Fazenda por um fio

No Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, a demissão do secretário de Fazenda, André Clemente, é tida como mera questão de tempo. A relação entre o governador Ibaneis Rocha e Clemente acicatou de vez. As divergências mais agudas são resultado de nomeações feitas por Rocha para cargos de confiança na Fazenda sem a anuência do secretário. De acordo com uma fonte do RR, na semana passada, Clemente teria ficado dois dias sem ir ao seu gabinete. Pelo andar da carruagem, o day off tende a ser em definitivo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

O primeiro teste psicossocial da MP 881

Há uma tensão dentro do próprio governo, especialmente na Pasta da Economia, com a reação dos sindicatos à Medida Provisória 881, a chamada MP da Liberdade. O ponto de apreensão diz respeito, notadamente, a negociação de dissídios coletivos. As “cobaias” serão os sete mil funcionários da VLI Logística, leia-se Vale, Mitsui e Brookfield. Será o primeiro grande acordo discutido após a edição da MP – que só não foi de todo madrasta com os trabalhadores após a interferência de Rodrigo Maia. A data-base para o dissídio dos funcionários da empresa de é 1º de setembro. Seus efeitos vão além das paredes da VLI: tradicionalmente, os termos fixados servem como parâmetro para o acordo coletivo da própria Vale.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Nuclear Power

A China General Nuclear Power (CGN) deverá investir, nos próximos dois anos, cerca de US$ 1 bilhão em novos projetos de energia renovável no Brasil. A cifra se soma aos mais de US$ 800 milhões que os chineses já desembolsaram para a aquisição da Atlantic Energias Renováveis e de três projetos de geração eólica e solar da italiana Enel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Carta fora do baralho?

Termômetro da sucessão na PGR: até ontem, o procurador Alcides Martins, apontado como um dos candidatos ao cargo, não havia recebido qualquer chamado para conversar com o presidente Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Impurezas

O governo de Roraima vai acionar o BNDES com o objetivo de montar a privatização da sua empresa de saneamento, a Caer. A questão principal é como filtrar o balanço da empresa, que carrega uma dívida da ordem de R$ 550 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.19
ED. 6185

Ponto final

Os seguintes citados não retornaram ou não comentaram o assunto: Atlântico Sul e China Nuclear Power.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.