Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
02.08.19
ED. 6170

BNDES busca “impurezas” na insulina da Biomm

Engana-se quem pensa que Jair Bolsonaro trata as administrações pregressas do BNDES apenas com o fígado. Parte desse fel será processada pelo pâncreas, com a insulina produzida pela Biomm. Segundo o RR apurou, o banco decidiu não apenas vender a participação de 12% da BNDESPar no laboratório mineiro, mas também investigar as condições em que se deu o aporte de aproximadamente R$ 120 milhões da agência de fomento na empresa. Trata-se de um negócio que parece ter sido sob encomenda para o governo Bolsonaro e sua caça às bruxas petistas.

Um dos idealizadores do projeto e ainda hoje um dos principais acionistas da companhia é Walfrido dos Mares Guia. Ministro do Turismo e da Articulação Política no governo Lula, o empresário sempre foi muito próximo do ex-presidente. Após deixar o governo, o petista usou o jatinho particular de Mares Guia em deslocamentos pelo país. Em maio de 2017, por exemplo, Lula valeu-se do Cessna Aircraft prefixo PR BIR, do ex-ministro, para ir a Curitiba prestar depoimento ao então juiz Sergio Moro. O BNDES entrou na Biomm com duplo figurino, participando tanto do equity quanto do debt.

Cercada de controvérsias, a operação chegou a bater na malha fina dos órgãos de controle da União. Em 2016, uma auditoria da CGU levantou questionamentos à exposição do BNDES no negócio. Segundo o relatório do órgão de controle, com base nas próprias regras do banco, o empréstimo à fabricante de insulina deveria ter respeitado o limite de R$ 54 milhões, menos da metade do valor efetivamente repassado. Consultado, o BNDES informa que a referida auditoria da CGU “não apontou irregularidades, mas resultou em recomendações de melhorias de processo”.

Em relação à abertura de procedimento para investigar o investimento na Biomm, o banco disse não confirmar, com a ressalva de que “todas as operações podem ser objeto de auditoria interna, externa e de órgãos de controle”. Para bom entendedor… Perguntado sobre a decisão de deixar o capital da empresa, a agência de fomento afirmou que “não comenta informações a respeito da estratégia de desinvestimento” A Biomm já ultrapassou todos os prazos do seu cronograma original. A fábrica de Nova Lima (MG) deveria ter sido inaugurada em 2017. De lá para cá, no entanto, a entrada em operação tem sido sucessivamente postergada. Segundo o próprio banco, a unidade fabril está concluída e a empresa aguarda certificação da Anvisa para venda comercial dos produtos fabricados. Ressalte-se que, mesmo com os atrasos nas obras, o BNDES manteve os repasses para a empresa, fato também questionado pela CGU há três anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Brumadinho já é coisa do passado?

A Vale ganhou um fôlego de liquidez. Conseguiu o desbloqueio de R$ 5 bilhões que estavam em suas contas e foram imobilizados a pedido do Ministério Público de Minas Gerais. A decisão foi da Vara de Fazenda Pública de Belo Horizonte. Os recursos foram retidos para cobrir pagamentos de indenizações às famílias das vítimas e financiar projetos de recuperação ambiental decorrentes da tragédia de Brumadinho. Para todos os efeitos, a punição continua, mas a companhia dará à Justiça garantias via imóveis ou fiança bancária.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Interpol

A Interpol já foi acionada pela PF na busca do empresário Walter Faria, dono da Petrópolis.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Jurisprudência diplomática

Apesar de toda a celeuma em torno do rito de nomeação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada em Washington, não foi a primeira vez que o governo brasileiro enviou uma consulta prévia ao exterior para posto diplomático antes da aprovação pelo Senado. Em 2015, no governo Dilma, o Itamaraty adotou procedimento semelhante para a indicação de Guilherme Patriota, irmão do embaixador Antonio Patriota, como representante do Brasil na OEA. Primeiro, encaminhou o nome para a entidade para só depois submetê-lo à sabatina do Senado. O carro na frente dos bois não acabou bem: a nomeação de Guilherme foi barrada pelos senadores por 38 votos a 37. Não deverá ser o caso de Eduardo Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

BTG faz um arrastão de shoppings

A iminente compra de sete shopping centers da BR Malls é só o hors d´óeuvres. O RR apurou que, entre negociações já engatilhadas e ativos sob monitoramento, os executivos do banco estão debruçados sobre 25 shoppings, mais da metade na Região Sudeste. Parte da munição financeira poderá vir de dois dos principais fundos imobiliários do BTG – XP Malls e LOB Malls. Ambos somam quase R$ 2 bilhões em recursos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Novo, pero no mucho

Mais um capítulo dos entreveros entre João Amoedo e Romeu Zema. O Partido Novo tem deixado o governador mineiro à margem das discussões em torno da escolha do candidato da sigla à Prefeitura de Belo Horizonte em 2020.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

O “pequeno príncipe” de Doria

Guardadas as devidas proporções, João Doria pode ter encontrado o seu “Luciano Huck sênior”. Dispensado da TV Gazeta, Ronnie Von é um nome cotado para apresentar um programa na TV Cultura. A emissora controlada pelo governo paulista passa por uma reformulação. Caso a contratação se concretize, será um sinal de que a amizade entre Doria e Ronnie Von não foi abalada por filigranas políticas. Nos últimos dois meses, o médico Geraldo Alckmin, antípoda do governador no PSDB, bateu ponto no programa do cantor na Gazeta dando dicas da área de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Sinal dos tempos

Na disputa para ser reconduzida ao cargo, Raquel Dodge foi aconselhada por aliados na Procuradoria-Geral da República a criar uma conta no Twitter e soltar a “voz” nas redes sociais. O argumento é que a presença nas mídias digitais costuma contar ponto no governo Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Messer é do Brasil

O futuro – ou a falta dele – de Dario Messer está no Brasil. Segundo uma alta fonte da Polícia Federal, o presidente do Paraguai, Mario Abdo, cassou a cidadania de Messer. Com isso, por mais remota que fosse, não há possibilidade de deportação do doleiro para o país vizinho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Nova Déli

A indiana Adani estaria negociando a compra de ativos de transmissão da conterrânea Sterlite Power no Brasil. A operação é encabeçada pelo projeto Arcoverde, em Pernambuco.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.19
ED. 6170

Ponto final

Os seguintes citados não retornaram ou não comentaram o assunto: Vale, BTG, Sterlite Power e Adani.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.