Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
06.05.19
ED. 6107

Bolsonaro cobra de Guedes um afago ao povão

O presidente Jair Bolsonaro está pressionando o ministro da Economia, Paulo Guedes, para que apresente antes mesmo da votação da reforma da Previdência um elenco de medidas de caráter popular. A missão vai na direção inversa dos planos de Guedes, que quer focar na Previdência, com zero de dispersão. Assim que aprová-la, de preferência com economia de gastos que permitam a migração rápida para o regime de capitalização, anunciaria um potente pacote microeconômico.

Essas seriam suas duas primeiras alavancas para a retomada firme do investimento. A terceira seria a reforma tributária, com simplificação dos impostos e redução da carga tributária sobre as empresas. Na visão do ministro, é dessa combinação que desabrochará o emprego. O problema é que essa equação tem um tempo longo de resolução – este ano está perdido. E dar algum doce nesse ínterim amargo pode se tornar politicamente necessário. O Palácio do Planalto já enxerga pouco à frente manifestações contra o aperto da classe trabalhadora.

Por enquanto, Paulo Guedes só maltratou: cortou empregos no setor público e nas estatais, contingenciou recursos, pré-anunciou o fim da correção real do salário mínimo, e mesmo o 13º salário do Bolsa Família foi concedido em troca do congelamento dos benefícios. Uma compensação poderia vir com alguma medida de alívio no crédito, ou mesmo com algum adicional de renda vinculado à produtividade. A questão é que Paulo Guedes detesta essa política de picadinho, aquela que ora solta uma medida de alívio aqui, ora solta outra acolá. O ministro acha que isso tem a cara de Dilma Rousseff e contraria não somente suas ideias, como também sua postura irredutível, um dos principais trunfos nessa batalha pelas reformas estruturais. Vale observar se o que Bolsonaro pediu é mesmo o que ele quer e pelo que vai bater pé. A arritmia de comportamento do presidente não permite avalizar qualquer intenção dele como firme, ou mesmo séria. Melhor apostar no cavalo de Paulo Guedes. O trabalhador que espere.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Abílio Diniz vs. Receita Federal

Abílio Diniz pretende levar para a Justiça uma queda de braço com a Receita Federal. A Península Participações questiona a cobrança de PIS e Cofins sobre um fundo de investimento onde estão pendurados imóveis do Grupo Pão de Açúcar. Abílio já perdeu o primeiro round, na esfera administrativa. Em abril, o Carf determinou que o fundo tem de recolher os dois tributos. O entendimento é que a transferência de imóveis do Pão de Açúcar para o veículo de investimentos teve como objetivo ludibriar a Receita, uma vez que, à época, Abilio era também acionista da rede varejista.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Tombamento em sentido literal

O governo federal determinou que o Iphan realize, até agosto, uma auditoria em todos os museus, bibliotecas e monumentos tombados como patrimônio histórico no país. Até aí, morreu Neves! A questão é saber de onde sairá o dinheiro para a reforma e restauro das instalações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Câmbio do dia

Foragido há mais de um ano, o doleiro Dario Messer movimenta duas peças no tabuleiro. Ao mesmo tempo em que entrou com um pedido de habeas corpus junto ao ministro Gilmar Mendes, teria autorizado seus advogados a abrir tratativas com o Ministério Público Federal para um possível acordo de colaboração premiada. A delação do “doleiro dos doleiros” teria um impacto inimaginável. Sua lista de clientes é estelar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Museu Chateaubriand

Uma das maiores coleções de arte do Brasil terá um novo abrigo. Gilberto Chateaubriand, 94 anos, está criando o Centro Cultural da Fazenda do Rio Corrente, em Porto Ferreira, interior de São Paulo. O museu, instalado em um galpão centenário da sua propriedade, receberá cerca de 500 obras de arte. De segunda à sexta-feira, apenas estudantes terão acesso, gratuito, ao local. Nos fins de semana, o Museu será aberto a visitações pagas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

“Caldeirão do Hang”

O empresário Luciano Hang, dono da Havan, confidenciou a pessoas próximas que alimenta a ideia de ter um programa de televisão. A locação de um horário em uma emissora de TV aberta uniria a fome (comerciais e mais comerciais da sua rede varejista) com a vontade de comer (uma tribuna permanente para fazer suas habituais odes ao governo Bolsonaro). Hang é um show man: tem se notabilizado por performances extravagantes nas redes sociais em apoio a Bolsonaro. Na mais recente delas, vestiu-se de “Pedro I” para aparecer em um vídeo ao lado da deputada Joice Hasselmann bradando “Previdência ou morte!”. Há quem ache graça.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Fundos contestam “Bônus delação” da CCR

Fundos internacionais acionistas da CCR, entre os quais figura o canadense Green River Gold, se mobilizam para entrar na Justiça com o objetivo de suspender o pacote de remuneração da companhia a seus ex-executivos. A empresa controlada por Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa vai pagar R$ 71 milhões a exdirigentes investigados pelo Ministério Público, entre eles Renato Vale, que presidiu o grupo por 20 anos. Trata-se de uma espécie de “Bônus delação”: o pagamento, aprovado em assembleia geral no último dia 22 de abril, está vinculado à “colaboração ativa e efetiva” dos executivos à Justiça. Os fundos estrangeiros querem não apenas suspender a bonificação como exigem que a CCR entre com ações de responsabilidade civil contra os ex-colaboradores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

“Lei do desmatamento”

A nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental será votada nesta semana. Palavra de Rodrigo Maia ao presidente da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), deputado Alceu Moreira (MDBRS). O texto final foi praticamente ditado pela bancada ruralista.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Control C, control V

A CPI de Brumadinho na Câmara dos Deputados já nasceu com ar de déjà vu. Além do presidente afastado da Vale, Fabio Schvartsman, na próxima semana os deputados deverão convocar também Juarez Avelar, diretor de estratégia e novos negócios da companhia, e Washington da Silva, do setor de gerenciamento de riscos geotécnicos. Todos já foram ouvidos na CPI do Senado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Trem da alegria

O prefeito Bruno Covas tenta se encaixar no comboio liderado por Jair Bolsonaro e João Doria que irá à China na primeira semana de agosto. O objetivo de Covas é vender o programa de concessões do município, notadamente o autódromo de Interlagos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.19
ED. 6107

Ponto final

Procurados, os seguintes citados não retornaram ou não comentaram o assunto: Península Participações, CCR e Green River.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.