Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
08.03.19
ED. 6068

“A chapa vai ferver em São Paulo”…

…”Vamo queimá tudo aí…”; “Enfia azeitona nos fardado…”; “Vai ser maior corre corre na rua…”. O RR recebeu informações de que, nas últimas duas semanas, os serviços de Inteligência do Exército e da Polícia Militar de São Paulo interceptaram mensagens de integrantes do PCC ordenando ataques no estado. Segundo fontes da área militar, os atentados seriam uma retaliação à transferência do chefe da facção, Marcos Willians Camacho, o “Marcola”, e de outros 21 membros do grupo, que até o dia 13 de fevereiro estavam em penitenciárias de São Paulo.

Em uma das mensagens, há uma alusão ao dia 1o de abril como a data de início dos ataques. Coincidência ou não, trata-se do “Dia da Mentira”. Diante da gravidade das informações, o RR entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. O órgão não se pronunciou especificamente sobre a interceptação das comunicações e seu teor.

Mas confirmou “que circulam por intermédio dos canais eletrônicos de mídia social diversas mensagens de áudio e texto sobre o cenário da segurança pública no Estado de São Paulo em função da transferência de presos do Sistema Penitenciário estadual”. A Secretaria diz ainda que “até o momento, não há quaisquer elementos concretos que indiquem a iminência da eclosão de ações criminosas contra o poder público ou seus agentes, em especial os integrantes das forças de segurança pública, como forma de retaliação a serem praticadas por indivíduos ligados aos presos recém-transferidos.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Universo Lemann

A Americanas deverá investir cerca de R$ 2 bilhões no biênio 2019/20. De acordo com informações filtradas da empresa, a maior  parte dos recursos será destinada à abertura de lojas no modelo express e à plataforma de e-commerce. O RR acredita que não há paralelo com a Kraft Heinz, também controlada por Jorge Paulo Lemann e cia. No mês passado, antes da crise, o CEO da empresa, Bernardo Hess, deu declarações à imprensa de que a companhia aumentaria os investimentos. Dois dias depois, a Kraft iniciava seu inferno astral. Dois raios não caem no mesmo lugar. A Americanas deve estar muito bem, obrigado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Morte lenta

O sindicalismo está novamente no “banco dos réus”. O STF deverá julgar nos próximos dias o pedido do DEM para que a participação direta das centrais sindicais – como CUT, Força, CTB etc – em negociações trabalhistas seja declarada inconstitucional. No ano passado, não custa lembrar, a Corte declarou constitucional o fim da contribuição sindical obrigatória, impondo uma dura perda financeira para estas entidades. Algumas delas perderam quase 90% de suas receitas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Fim de uma novela?

As atenções da Lava Jato estão voltadas para o gabinete de Edson Fachin. Segundo o RR apurou, na próxima semana, no retorno do recesso do Judiciário, o ministro do STF deverá avaliar o acordo de delação premiada do empreiteiro Leo Pinheiro, da OAS. Pode ser o epílogo de uma das mais longas novelas da Operação. Entre idas e vindas, Pinheiro negocia o acordo há mais de dois anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Download na Bolsa

Uma das maiores empresas de TI do país, a Tivit vai abrir seu capital até junho. Segundo o RR apurou, a empresa trabalha com a estimativa de uma operação na casa dos R$ 500 milhões. O IPO deverá servir para o private equity inglês Apax reduzir sua participação no capital da companhia. Os britânicos detêm 54%; o restante está nas mãos da família Mattar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Devassa nos trilhos e na energia

Um dos esportes preferidos de Jair Bolsonaro é catar malfeitos da era petista. Antes do sepultamento da Valec, o Palácio do Planalto pretende realizar uma devassa na estatal. A missão está nas mãos do ministro da Infraestrutura, Tarcisio Freitas. A ordem é escarafunchar contratos na compra de equipamentos para ferrovias sob o comando da empresa, a começar pela Norte-Sul. Consultado, o Ministério da Infraestrutura não se manifestou sobre a auditoria. Apenas informou que “a proposta para a liquidação da Valec será apresentada na primeira reunião do Conselho do Programa de Parceria de Investimentos, com data a ser definida.”

O novo diretor financeiro de Itaipu, vice-almirante Anatalício Risden Júnior, deverá passar um pente-fino nos contratos da estatal. Assim como no caso da Valec, será mais uma oportunidade para o governo criminalizar a gestão do PT. Oficialmente, a empresa informa que “o diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, está se inteirando de todos os contratos. Por ora, é prematura qualquer afirmação sobre isso.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Os buracos da BR-163

Em até dois meses, o TCU vai dar seu parecer sobre a privatização da BR-163, cuja obra de duplicação está paralisada desde maio de 2017. O caso é enroscado. A CCR entrou na Justiça contra a ANTT e a União pedindo revisão do contrato assinado em 2014. Por sua vez, o governo estuda o que fazer contra a concessionária, que não cumpriu o acordo para duplicar a via até abril de 2018. As três opções na mesa do TCU são: aceitar a devolução da concessão e abrir nova concorrência; declarar a caducidade do contrato; ou promover uma revisão do acordo com a própria CCR.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Aquecimento global

Candidato único e virtualmente reeleito para a presidência da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich definiu como prioridade incluir a questão do aquecimento global na pauta do governo Bolsonaro. Tarefa inglória. Até o momento, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, deu declarações vagas sobre o assunto. Além disso, Bolsonaro já ameaçou retirar o Brasil do Acordo de Paris.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Baixa altitude

Entre os ativos que colocará sobre o balcão, o governo de Romeu Zema estuda se desfazer da participação de 12,5% na Helibrás. A fatia pertence à estatal Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge). Consultado, o governo de Minas diz “não ter informação sobre a venda desse percentual”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Truque

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, pediu afastamento apenas temporário do cargo. É um truque velho de malandro agulha. Se der certo, é porque o Conselho quer outro Brumadinho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Uma coisa é uma coisa…

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, deverá recorrer ao BNDES para vender ativos. Curiosamente, no Senado, Caiado era um dos mais ferrenhos denunciadores dos “desvios do banco”. Mas eram outros tempos…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.03.19
ED. 6068

Ponto final

Os seguintes citados não retornaram ou não comentaram o assunto: Tivit, Americanas e Secretaria da Administração Penitenciária-SP.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.