Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
05.02.19
ED. 6048

Bolsonaro deve ir às ruas para recuperar a sua voz

Jair Bolsonaro está muito distante e ao mesmo tempo perto de Lula. Esclareça-se desde logo o mistério. Está a mil anos luz de afastamento da visão do mundo do ex-presidente, mas pode se considerar próximo de um expediente que foi muito útil a Lula em momentos de pressão. Parafraseando James Carville, o marqueteiro de Bill Clinton, “chame o povo, estúpido!” Foi levada a Bolsonaro a ideia de convocar sua base de apoiadores para dois showmícios em duas capitais.

O presidente diria aos seus eleitores que quer agradecer a eles e que se manterá perto deles. Bolsonaro teria a oportunidade de olhá-los nos olhos. A comunicação pela televisão e a internet é fria. Na rua se mede o comparecimento, se constata a vibração. Por trás desse projeto de ir aonde o povo está, o presidente quer recapturar sua voz, roubada pelo seu vice, general Hamilton Mourão, e silenciar até mesmo os sussurros dos conspiradores contra o seu governo.

Iria para as ruas, nas quais tem vantagem comparativa, mostrar que permanece acompanhado. O mito está vivo. O raciocínio é que o “Bolsonaro in concert” facilitaria tudo, da redução do foco sobre as complicações do filho Flávio até a aprovação das reformas. Uma fonte com trânsito notório entre as hostes bolsonaristas confidencia que o maior defensor da ideia é o filho Eduardo. A inspiração teria vindo do indefectível Doctor Olavo de Carvalho, o mesmo que criticou, na semana passada, em seu blog, as Forças Armadas por estarem deixando que a imprensanoticie o noticiável. Fica registrada a dúvida do RR sobre a participação de Carvalho na trama. Do jeito que a coisa vai, ele está se tornando onipresente. Mas digamos que Bolsonaro concorde com a estratégia e busque proteção popular. Esta será, então, a primeira vez que um presidente voltará a fazer campanha eleitoral um mês após a posse.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Contra o tempo: aumento do funcionalismo prestes a cair

Definida a Presidência do Senado, o Palácio do Planalto está de olho na medida provisória que cancela ou adia o aumento salarial de várias carreiras do serviço público. A MP 849/18 aguarda designação de um relator e pode trancar a pauta de votação no Legislativo a partir da próxima sexta-feira, dia 8 de fevereiro. Publicada em setembro do ano passado, à época o governo informou que abrangia 209 mil servidores ativos e 163 mil inativos. Estima-se que a transferência de 2019 para 2020 da concessão do reajuste economizará R$ 4,7 bilhões para os cofres públicos este ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Solo fértil da Cofco

A chinesa Cofco vai esticar mais um de seus pesados tentáculos no Brasil. O grupo pretende investir na produção de fertilizantes, com a compra de ativos. Por trás da decisão, a estratégia dos asiáticos de verticalizar sua operação no Brasil. Gigante do agronegócio, com faturamento mundial de quase US$ 50 bilhões, a Cofco é hoje uma das maiores produtoras e exportadoras de soja do país, além de já ter investido mais de US$ 1 bilhão na área de logística.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Representação da Aeronáutica

Está faltando a representação da Aeronáutica no governo Bolsonaro. Um excelente nome seria o do Tenente Brigadeiro do Ar, Nivaldo Luiz Rossato, que comandou a Força até os primeiros dias do ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Réu famoso

Às vésperas de Lula completar um ano de prisão, em abril, outra ação avançará contra o ex-presidente. Na segunda quinzena de março, os ex-ministros Antonio Palocci e Nelson Jobim serão ouvidos como testemunhas no processo que investiga a compra de caças suecos pelo Brasil, avalizada pelo ex-presidente. Nesse período, o juiz Vallisney de Souza Oliveira espera receber dados do Reino Unido e informações do governo da Suécia e de dirigentes da Saab, fabricante dos aviões. O Ministério Público Federal acusa Lula de ter feito tráfico de influência no negócio de US$ 5,4 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

“Reforma monetária”

Uma missão revestida de simbolismo aguarda por Paulo Guedes para breve: colocar sua assinatura em um papel especial fornecido pela Casa da Moeda. O chamegão do ministro será estampado em uma próxima fornada de cédulas de real. A mesma tarefa terá de ser cumprida por Roberto Campos Neto, que espera apenas a aprovação do Senado para assumir a presidência do Banco Central.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Caiado quer cutucar um vespeiro

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, deverá determinar uma devassa na concessão de benefícios no estado. A medida atingiria de laboratórios farmacêuticos a montadoras. Caiado vislumbra uma agenda política oportuna, ao levantar possíveis malfeitos de seus antecessores com o balcão de incentivos tributários.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Ato final

Romero Jucá foi um consigliere decisivo para que Renan Calheiros retirasse sua candidatura à presidência do Senado. No início da tarde de sábado e mesmo após aberta a votação, em um último esforço Jucá manteve contato com mais de quatro dezenas de senadores em busca de apoio a Renan. Por volta das 17 horas, ao ver que a derrota era certa, recomendou ao aliado que pulasse fora. A mise-en-scéne na tribuna ficou por conta do próprio Renan.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Pouso marcado

O RR apurou que a Zurich Airport pretende anunciar a compra da concessão do aeroporto de Viracopos na primeira semana de março. Teria, portanto, cerca de dois meses na cabine de comando até a realização da assembleia de credores da Aeroportos Brasil Viracopos (ABV), remarcada pela Justiça para 16 de maio. Em recuperação judicial, a ABV tem um passivo de R$ 3 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Amarras

Quando perguntado se não seria melhor seguir sem as amarras do Itaú, o presidente da XP Investimentos, Guilherme Benchimol, dá um sorriso de canto de boca, que parece dizer: “Eles que esperem.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

O Capitão e o Cartola

Por meio do senador Major Olímpio (PSL-SP), Rogério Caboclo tenta articular a presença de Jair Bolsonaro em sua posse na presidência da CBF, no dia 9 de abril. Vai que cola..

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19
ED. 6048

Ponto final

Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Zurich Airport e Cofco.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.