Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
06.11.18
ED. 5988

Bolsonaro planeja “golden share fundiária” para destravar venda de terras a estrangeiros

Enquanto se debate a polêmica fusão entre os Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, o futuro governo vai passando o rodo nos assuntos fundiários, antiga pasta da Reforma Agrária. A gestão da área será transferida integralmente para o Ministério da Agricultura. Há planos ambiciosos para o setor. A ideia na equipe de Jair Bolsonaro é resolver o imbróglio da compra de terras por estrangeiros, favorecendo o crescimento da produção agrícola. Quem comprasse os latifúndios seria obrigado a cumprir determinada meta de hectares plantados. Seria uma espécie de “golden share fundiária”. A medida, em tese, permitiria um aumento do agronegócio, notadamente das exportações de commodities. Contribuiria também para os planos do guru Paulo Guedes de fazer uma varredura nos ativos da União que podem ser vendidos ou securitizados para o abatimento da dívida pública. Com um novo ordenamento jurídico mais firme, as terras ganhariam maior liquidez e poderiam ser incorporadas, junto com os imóveis do Estado, em um fundo similar à BNDESpar composto por esses ativos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Cessão onerosa ganha seu “fast track”

O ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, futuro responsável pela Casa Civil, passou o dia de ontem em tratativas com o presidente do Senado, Eunício de Oliveira, para garantir que a Casa vote ainda nesta semana o Projeto de Lei 78/20180. Trata-se da proposta que permite à Petrobras negociar até 70% dos cinco bilhões de barris de petróleo a que tem direito de explorar no pré-sal, por meio da chamada cessão onerosa. Paulo Guedes conta com os recursos que jorrarão da operação para abater o déficit fiscal. Por ora, a previsão de arrecadação ainda é dispersa: vai de R$ 30 bilhões até R$ 100 bilhões. O novo governo tem importantes aliados na causa. Grupos estrangeiros de óleo e gás também fincaram suas plataformas de lobby no Senado para acelerar a votação do PL. Os líderes dos partidos da base aliada já aprovaram um requerimento de urgência para a matéria entrar em pauta.

Por falar em cessão onerosa, Onyx Lorenzoni tem usado de todo o seu prestígio junto a Jair Bolsonaro para que o deputado José Carlos Aleluia, autor do PL 78/2018, assuma o Ministério de Minas e Energia. Correligionário de Lorenzoni no DEM, Aleluia não conseguiu se reeleger para a Câmara dos Deputados. Pesa contra ele a manifesta disposição de Bolsonaro de montar um Ministério higienizado, sem condenações ou mesmo suspeitas de atos ilícitos. Aleluia foi citado na Lava Jato pelo suposto recebimento de R$ 300 mil, via Caixa 2, para a sua campanha eleitoral em 2010.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Profissão mulher

Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, pretende levar a Jair Bolsonaro um rol de propostas para a inserção da mulher no mercado de trabalho. Promete ser um diálogo interessante: de um lado, a empresária que defende até cotas para conselheiras no board de companhias; do outro, o presidente que já disse que “mulher tem de ganhar menos porque engravida”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Temer preenche vagas

O Palácio do Planalto deve “recuar do recuo” e manter a nomeação dos indicados para as quatro vice-presidências da Caixa vagas desde agosto. Michel Temer atenderia, assim, a uma recomendação da AGU para evitar um futuro processo de prevaricação. Se bem que, tudo indica, esse seria o menor dos problemas de Temer em 2019.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Casino contra o “crime organizado”

O alardeado aumento dos estoques do Pão de Açúcar para o fim do ano em R$ 1 bilhão veio acompanhado da montagem de uma estrutura de “Defesa”. Ao longo dos últimos meses, o Casino implantou no Brasil rígidos sistemas de segurança e controle do entra e sai de mercadorias em lojas e em seus centros de distribuição. Os franceses tiveram de colocar algumas “trancas” a mais na operação brasileira após o grave episódio verificado na CNova, empresa que era responsável pelo e-commerce das bandeiras Extra, Casas Bahia e Ponto Frio. Em 2016, o Casino desbaratou um esquema interno de desvio de produtos que gerou mais de R$ 170 milhões em prejuízos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Sanepar é um rio de dividendos

Desde a eleição de Ratinho Junior para o governo do Paraná, em primeiro turno, as ações da Sanepar acumulam alta superior a 16%. Trata-se de um sinal de que os investidores apostam na manutenção da generosa política de remuneração dos acionistas da estatal. A Sanepar é uma das melhores pagadoras de dividendos entre as companhias abertas nacionais. Para este ano, a estimativa é que o dividend yeld (retorno sobre o preço da ação) fique acima de 5%. Para ser ter uma ideia, a taxa média das empresas de capital aberto para este ano está projetada por analistas em 3,5%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Fundo australiano a caminho do Brasil

Um fundo de real estate ligado ao australiano Macquarie Bank preparase para desembarcar no Brasil. Na mira, empreendimentos voltados à área logística, notadamente centros de distribuição. O Macquarie, ressalte-se, já tem uma razoável presença no Brasil, no financiamento ao setor agrícola.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Uma presidência de consolação para Alvaro Dias

Após receber apenas 859.601 na disputa pelo Palácio do Planalto, o senador Alvaro Dias almeja outra presidência, a do Congresso Nacional. Desde a semana passada, Dias tem procurado colegas do Senado em busca de apoio ao seu nome. Entre outras legendas, Dias quer ter ao seu lado o PSL, de Jair Bolsonaro, que emplacou quatro senadores para a próxima legislatura.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Hora de tirar o lixo

A quem interessar possa: o Grupo Hilton entrou na onda de limpar a sujeira no Brasil. Está instalando no Hotel São Paulo Morumbi três máquinas que “digerem” o lixo e transforma 100% dos resíduos orgânicos em água de reúso. Serão os três únicos equipamentos do tipo na América Latina

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Direto da Catalunha

Um dos maiores grupos imobiliários da Espanha, o catalão Indret deverá aumentar sua aposta na retomada da economia e do consumo no Brasil. Está construindo um shopping outlet na região de Itaguaí, no Rio de Janeiro, e já faz planos de montar outro empreendimento similar em São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Camilo Santana 2022

O cearense Camilo Santana, o mais “cirista” dos governadores do PT, pretende acelerar os projetos da estatal Cagece a partir da montagem de um colar de parcerias com investidores privados. A meta de Camilo para a área de saneamento é ousada: chegar a 2022 com 100% dos lares do estado com acesso diário a água tratada. Hoje, este índice é de aproximadamente 82%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Cidade de Deus

Empolgado com a eleição de Wilson Witzel, o Pastor Everaldo, presidente do PSC, já cogita lançar sua candidatura à Prefeitura do Rio, em 2020. Seria um embate dos céus contra o Bispo Crivella.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.18
ED. 5988

Ponto final

As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Indret e Macquarie Bank.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.