Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
24.08.18
ED. 5939

BTG e Mitsubishi manobram em direções opostas

A relação societária entre o BTG e a Mitsubishi Motors percorre seus últimos quilômetros. O RR apurou que os sócios do banco pretendem vender sua participação na companhia, representante da marca japonesa no Brasil e controlada pelo empresário Eduardo Souza Ramos. Mesmo que de forma indireta, o movimento pode ser associado ao esforço de higienização da imagem do BTG e de seus acionistas, uma árdua escalada que teve início após a prisão de André Esteves.

A Mitsubishi é considerada um ativo tóxico para a reputação do banco. A montadora desliza a instituição financeira na direção da Operação Zelotes. A Mitsubishi é uma das principais citadas no esquema de compra de sentenças no Carf. Paulo Ferraz e Robert de Macedo Rittcher, ex-executivosda MMC Automotores do Brasil (empresa que detém a licença técnica para comercializar os automóveis da marca Mitsubishi no Brasil), foram condenados em primeira instância. Acabaram funcionando como um escudo para o seu patrão.

Até o momento, Eduardo Souza Ramos tem escapado da Zelotes apenas com algumas escoriações. Foi absolvido em primeira instância por falta de provas. A coabitação entre o BTG e a Mitsubishi Motors é cercada por pontos de interrogação. As partes nunca divulgaram formalmente o tamanho da fatia societária – a informação no mercado é que ela é de 25%. Além disso, o BTG sempre negou ser acionista da montadora. Garante que a participação pertence a sócios do banco reunidos na empresa BTG MB Investments. Não há por que duvidar. De toda a forma, o negócio sempre foi visto dentro da instituição financeira menos como um investimento e mais como uma ação entre amigos, notadamente de André Esteves, chapa de Eduardo Souza Ramos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Silêncio na Funcef

A direção da Funcef tem sido pressionada pelos próprios funcionários da Caixa Econômica Federal a abrir uma investigação interna e afastar temporariamente do cargo o diretor da fundação Antonio Augusto de Miranda. Segundo relato da ex-funcionária do fundo de pensão Cilesia Gonçalves, Miranda a coagiu a contribuir para a sua campanha de reeleição à diretoria da entidade. Segundo a própria Funcef, “as alegações estão sendo apuradas em processo judicial que corre em segredo de Justiça”. A fundação, no entanto, não se pronuncia sobre os procedimentos internos eventualmente adotados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

O atacarejo do Walmart

O vai e, principalmente, o vem de executivos no Walmart Brasil indicam que o grupo fará uma investida pesada no setor de “atacarejo”. O presidente da empresa, Luiz Fazzio, selou nesta semana a contratação de três executivos top que hoje militam no Assaí/ Pão de Açúcar e no Atacadão/Carrefour. Polpudos bônus por performance, acima da média do mercado, ajudaram na sedução.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Paulo Guedes da Agricultura

Frederico D´Avila, diretor da Sociedade Rural Brasileira, tem se apresentado como o “Paulo Guedes da Agricultura” e virtual ministro do governo de Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Vento e sol

O fundo inglês Actis, que comprou dois parques eólicos da Casa dos Ventos, planeja investir mais de R$ 2 bilhões em projetos de energia limpa no Brasil. A geração solar também entra nessa conta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Oferta especial

Luiza Helena Trajano desconversa. Mas o Casino tenta, dia sim e o outro também, colocar a ViaVarejo no colo do Magazine Luiza.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Alckmin decreta “intervenção” na sua campanha

Os resultados do Datafolha deflagraram uma crise no QG de campanha de Geraldo Alckmin. Nos últimos dois dias, o ninho tucano foi tomado por um clima de “está tudo errado!”. O tucano jogou a culpa pelo pífio desempenho na pesquisa sobre a sua comunicação. Marcelo Vitorino, responsável pelo marketing digital, foi afastado.

Outras cabeças devem rolar até o fim desta semana. Até mesmo a permanência do marqueteiro Lula Guimarães está em xeque neste momento. O ambiente é de intervenção. O próprio Alckmin pediu para rever gravações que já havia feito para o programa eleitoral. Descartou boa parte delas.

Segundo o RR apurou, na quarta-feira, os principais articuladores políticos de Alckmin, Lula Guimarães e todo o staff de imprensa tiveram uma tensa reunião, que começou por volta da hora do almoço e atravessou quase toda a tarde. Coordenador da campanha, ACM Neto chegou a participar do encontro por pouco tempo. Deixou o comitê assim que a temperatura começou a subir. Os assessores mais próximos têm percebido, inclusive, alterações no comportamento de Geraldo Alckmin, Em conversa reservada com Lula Guimarães, Alckmin esbravejou contra a estratégia de marketing e teria classificado a comunicação da campanha de “errática” e “sem foco”.

As críticas mais duras foram reservadas para o trabalho nas redes sociais. De fato, o “Picolé de Chuchu” repete no ambiente digital a fraca performance vista nas pesquisas eleitorais. No Facebook, o número de seguidores estacionou na casa dos 900 mil há pelo menos três meses. No mesmo período, por exemplo, Marina Silva, que está longe de ser um primor de exposição, saiu de 2,1 milhões para 2,3 milhões. Jair Bolsonaro ganhou aproximadamente 300 mil fãs virtuais no período e chegou ao patamar de 5,5 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Tropa de choque

Mais de uma dezena de advogados da AGU foi destacada para garantir a realização do leilão de três das distribuidoras de energia da Eletrobras, marcado para o próximo dia 30. O governo espera uma última e pesada ofensiva de entidades sindicais para barrar a licitação da Boa Vista Energia, de Roraima, da Ceron, de Rondônia, e da Eletroacre. A União, ressalte-se, já conseguiu suspender uma liminar da Justiça do Trabalho contra o leilão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

O curioso caso do Tesoura de Ouro

O candidato a deputado federal Juraci Tesoura de Ouro (PTB-DF) é um caso mais agudo de desmoralização do atual de sistema de prestação de contas à Justiça Eleitoral. Dono de uma rede de postos de gasolina e confecções, Tesoura de Ouro informou ao TSE que tem R$ 5,3 milhões em espécie guardados em casa, de um total de R$ 7,2 milhões em bens declarados. O candidato já foi investigado por lavagem de dinheiro e grilagem de terra.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Motim petista

Petistas puro-sangue, como o tesoureiro do partido, Emídio de Souza, têm se rebelado contra o crescente espaço de Manoela D´Ávila na articulação da candidatura Lula, aliás, Haddad.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Questão de prioridade

Diante das últimas pesquisas, ACM Neto largou ao deus dará a virtualmente derrotada campanha de José Ronaldo (DEM) ao governo da Bahia. Só quer saber da candidatura Alckmin.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.08.18
ED. 5939

Ponto final

Procuradas pelo RR, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: BTG, Mitsubishi e Walmart

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.