Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
23.08.18
ED. 5938

Emprego é a nova arma no coldre de Jair Bolsonaro

O capitão Jair Bolsonaro quer dar um tiro de morte na sua concorrência. Vai prometer o que até agora ninguém prometeu: emprego maciço com treinamento. O “keynesianismo bolsomita” é uma contribuição ainda duvidosa de Paulo Guedes à campanha. Seria a prova que mesmo os liberais mais xiitas cedem em suas convicções diante da vontade de poder. Seja como for, o programa “Trabalho para todos” vem como uma cereja nessa fase em que o tempo de televisão tende a favorecer candidaturas adversárias, e Bolsonaro tem um espaço exíguo.

A proposta combinará austeridade fiscal, controle da dívida mobiliária, reformas estruturais e frentes de emprego no melhor estilo militar, muitas vezes tendo a colaboração dos batalhões de engenharia do Exército. Não faltam pontes, fossas, trilhos, estradas e casas para levantar. E a dinheirama para tudo isso? Coloque-se tudo na conta da megaprivatização, supercorte das renúncias fiscais, hiperredução do funcionalismo público, maxirreforma da Previdência e outros superlativos tão ao gosto do virtual ministro da Fazenda, Paulo Guedes. A última vez que alguém trouxe o emprego para o centro do debate nacional foi o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, radical antípoda de Jair Bolsonaro.

Betinho pode até ter tomado uns cascudos do capitão, quando ambos atravessavam sua fase mais hard core. Sabe-se lá. Mas o fato é que o sociólogo tentou contagiar o país ofertando soluções criativas para que as unidades federativas privilegiassem projetos mais intensivos em mão de obra. Não deu tempo para sua sedução extrair da terra os postos de trabalho. Betinho virou anjo e a fome de emprego perdeu sua urgência. Hoje é quase um sonho de heterodoxia pensar que um economista triliberal ouse colocar o emprego no centro de um programa de campanha arquiconservador. Trata-se de uma heresia tão grande que não serão suficientes as promessas do capitão ao vivo e a cores. Enquanto Paulo Guedes não vier em público afiançar seu malabarismo, o emprego prosseguirá sendo um apêndice da crença neoliberal misturada com as esquisitices bolsomitas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Adiós, México?

A diretoria da Petrobras discute encerrar as operações no México, com a venda das participações em dois blocos de gás na Bacia de Burgos. Além do esforço da estatal para vender ativos e reduzir sua dívida, neste caso pesa também o risco jurisdicional. O novo presidente mexicano, o nacionalista Manuel López Obrador, promete avançar sobre as empresas estrangeiras que atuam em exploração e produção no país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Laico?

O Cabo Daciolo, candidato à Presidência, fará caminhadas pelo Rio carregando uma cruz. Valha-me Nosso Senhor!

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Folha dupla

A Royal Golden Eagle, de Cingapura, não só desembolsou cerca de R$ 2 bilhões pelo controle da Lwarcel como vai tirar da gaveta o plano de duplicação da fábrica de celulose da empresa. Serão mais R$ 3,5 bilhões em investimentos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Volkswagen limpa seu monóxido de carbono

A Volkswagen vai purgar seus pecados ambientais. Os alemães pretendem usar e abusar do apelo ecológico no veículo popular que será produzido no Brasil a partir de 2020. Entre outros pontos, o auto-móvel deverá contar com um novo sistema de controle de emissão de poluentes. A reputação da Volkswagen, tanto na Alemanha quanto no Brasil, está coberta por fuligem. A companhia foi flagrada fraudando testes de emissões de gases tóxicos em automóveis movidos a diesel, episódio que ficou mundialmente conhecido como “dieselgate”. No Brasil, a farsa lhe custou uma multa de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

BNDES adia saída do Marfrig

Ainda que por vias oblíquas, a venda da Keystone pelo Marfrig abalroou os planos do BNDES. O banco está revendo a decisão de vender sua participação no frigorífico ainda neste ano, por meio de um leilão em bolsa. O motivo é a queda do papel, acentuada pelo impacto da negociação da subsidiária norte-americana. Em menos de um mês, o Marfrig perdeu 20% do seu valor de mercado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Ibama fecha o cerco a desmatadores

O Ibama e o Ministério Público Federal (MPF) ensaiam uma nova investida sobre produtores rurais e tradings agrícolas suspeitas de desmatamento ilegal. O alvo agora é a Região Centro-Oeste. Este tipo de operação costuma doer na reputação e no bolso dos envolvidos. Em maio, o Ibama aplicou mais de R$ 105 milhões em multas contra empresas acusadas de desmatamento no Maranhão, Tocantins e Piauí. Entre as empresas punidas estavam Bunge e Cargill.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Triste lembrança

O PSDB bateu o martelo: o comitê nacional da campanha de Geraldo Alckmin à Presidência será instalado no edifício Praça da Bandeira, no Centro de São Paulo, que já abriga o diretório paulista do partido. Tucanos mais supersticiosos ainda tentaram brecar a decisão, mas a economia de custos falou mais alto. O prédio em questão é o antigo Joelma, marcado por um trágico incêndio, em 1974, que matou 191 pessoas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Show do Garotinho

Anthony Garotinho prepara uma de suas estripulias contra Eduardo Paes. Ele avalia levar para o debate de amanhã entre os candidatos ao governo do Rio, na Rede TV, farto acervo fotográfico de Paes ao lado de Sérgio Cabral. Caso a produção do programa vete a exibição de imagens, aí mesmo é que Garotinho começaria o show.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Legado para 2020

O WhatsApp – leia-se Facebook – vai financiar projetos tecnológicos voltados à detecção de fake news no Brasil. Pena que as startups não brotarão a tempo de identificar os pinóquios digitais ainda nesta eleição.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Cortes faz mal à saúde

Aliados de Sergio Cabral ainda não fisgados pela Lava Jato estão aflitos diante do risco da “bomba Sergio Cortes” explodir de vez. O consenso é que agora, com o indiciamento de sua mulher, Verônica Vianna, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex secretário de Saúde do governo Cabral vai partir para um acordo de delação premiada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Endereço certo

A campanha do governador Fernando Pimentel, candidato à reeleição, está tricotando um plano de apoio à indústria têxtil de Minas Gerais. Parece coisa de quem quer fazer um afago em Josué Gomes da Silva, dono da Coteminas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Pequeno e médio Afif

Guilherme Afif Domingos chegou a sonhar com a candidatura à Presidência pelo PSD. No fim, ficou apenas com a promessa de Gilberto Kassab de que permanecerá no comando do Sebrae Nacional caso Geraldo Alckmin vença a eleição.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.18
ED. 5938

Ponto final

As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Petrobras, Volkswagen, Facebook e Ibama.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.