Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
10.08.18
ED. 5929

Indulto de Lula é um brado silencioso na campanha dos candidatos da esquerda

Fernando Haddad, Gleisi Hoffmann, Jaques Wagner, Manuela D’Ávila, demais petistas e companheiros de viagem que compõem os estado maior e menor da campanha antiprisional do companheiro Lula: a palavra de ordem é um “psiu” tonitruante sobre o indulto do ex-presidente. O perdão de Lula é o verdadeiro mote de qualquer um dos seus “postes”. Mas um mote não dito, quiçá proibido. A revelação desse obsessivo desejo deixará a campanha desnuda.

O indulto não deve ser dito; se dito, não deve ser comentado; se comentado, não deve ser confirmado; nem como intenção distante. O assunto é tratado com cadeado porque Lula cultiva o dilema de Tostines: não pode ser indultado porque não é culpado. Se aceitar o perdão presidencial, estaria concordando que não é inocente. No último domingo, durante a reunião de emergência que sancionou Haddad como vice e “poste”, simultaneamente, Lula falou cinco vezes sobre o tema, conforme inconfidência feita pelo ex-prefeito junto a interlocutores.

A liberdade de Lula conquistada sob a forma de um simulacro do perdão papal escrito na Carta Magna transforma qualquer diretriz ou programa do PT e das oposições em um plano hierarquicamente inferior. Não é difícil imaginar a influência de Lula livre e solto em um governo do “poste”. Adivinhe quem vai governar de fato? A agenda do indulto de Lula traz na cauda do cometa o indulto de José Dirceu e a realidade fantástica da recomposição do PT guerreiro, radical e ameaçador do sistema.

O indulto é um tema proibitivo para todos os candidatos de esquerda. Ciro Gomes, Guilherme Boulos e Manuela D ́Ávila arriscaram alguns passos de dança sobre o assunto. Lula desautorizou todos. Não há nada que apavore mais o sistema do que Lula livre, pairando acima da Justiça. O líder do PT sabe que, se essa cartada for dada antes da hora, ele cinde o país. A lenda Lula, em um recado que já se tornou um mantra, não admite – da boca para fora – ser indultado. Ele aceita sua liberdade se for reconhecido inocente. Conversa para boi dormir. Lula quer ser indultado na hora certa, um tempo quase científico. Ninguém que não seja ingênuo na acepção mais profunda da palavra acredita que, na hipótese de vitória de um candidato da esquerda, o indulto não emergirá de um caldeirão de lava fervente despejado pelo próprio Lula. Trata-se de uma teoria irrefutável e não indultável.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

A biodiversidade de Alckmin

Os gatos de várias raças que se misturam no balaio de alianças de Geraldo Alckmin começam a se gadunhar. A campanha nem sequer começou oficialmente e Rodrigo Maia e Ciro Nogueira já cobram maior espaço e voz ativa, respectivamente, para o DEM e o PP. O presidente da Câmara é o mais duro: nos bastidores, Maia costuma chamar a articulação política e a comunicação do tucano de amadoras”. Alckmin tenta ganhar tempo e acena aos aliados do populoso Centrão com a criação de uma espécie de conselho político, que ajudaria na coordenação da sua campanha à Presidência. Todos sabem que se trata de um apito do qual não sairá som algum.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Últimas apostas

Representantes do Ministério da Fazenda e do Tribunal de Contas da União (TCU) se reunirão nos próximos dias para discutir mudanças no modelo de venda da Lotex, notadamente a autorização para a participação da Caixa Econômica no leilão. Até porque se depender de investidores privados…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Amazon a mil por hora no Brasil

O império digital de Jeff Bezos avança no Brasil. Além da entrada no segmento de vestuário, a Amazon prepara-se para aterrissar no mercado de viagens, com a venda online de bilhetes aéreos e reservas em hotel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Reblochon vs. Bleu d’Auvergne

A francesa Polenghi, mais conhecida por seus pastosos tabletes de requeijão, anda com apetite reforçado no Brasil. Após a aquisição de uma fábrica de lácteos da Calu em Minas Gerais, mantém conversações para a compra de uma planta industrial no Sul. O desafio da Polenghi é segurar a liderança no mercado de queijos especiais: uma fina fatia de pouco mais de um ponto percentual a separa da também francesa Lactalis.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Super-terça

A próxima terça-feira é aguardada com ansiedade redobrada nos comitês de campanha dos presidenciáveis. Está prevista para o dia 14 a divulgação de pesquisa do Instituto Paraná. Será a primeira sondagem de abrangência nacional após a intensa agenda política dos últimos dias: convenções partidárias, acordo de Geraldo Alckmin com o Centrão e a formação da chamada “chapa triplex”, com Lula, Fernando Haddad e Manoela D ́Ávila.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

“Bolsa candidato”

Candidato ao Senado, o ex-governador de Pernambuco Jarbas Vasconcellos recorreu ao crowdfunding para financiar sua campanha. Além de uma vaquinha online, seus aliados vão também realizar eventos no interior do estado para arrecadar recursos. Fervoroso opositor da candidatura Meirelles e “lulista” de carteirinha, Vasconcellos sabe que, se depender da cúpula do MDB e do fundo partidário, não se elege nem para síndico.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

A difícil reconstrução da PDG

Após resolver parte do seu passado, com a aprovação do plano de recuperação judicial, o problema maior da PDG é equacionar o futuro. A incorporadora reabriu conversações com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica, entre outras instituições, em busca de financiamento para retomar as obras que estão paralisadas. Há mais de uma dezena de empreendimentos que dependem de dinheiro novo. As tratativas com a alta direção dos bancos são conduzidas pelo próprio presidente da companhia, Vladimir Ranevsky. No entanto, BB e Caixa, dois dos maiores credores da PDG, resistem a reabrir as torneiras para a incorporadora.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Momento difícil

Como se não bastasse a posição insular na geografia política, Ciro Gomes ainda enfrenta problemas no próprio PDT. O governador do Amazonas, Amazonino Mendes, tem feito duras críticas internas Momento difícilà articulação política de Ciro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

BNP Paribas ao ataque

Com a discrição habitual, o BNP Paribas trabalha na criação de uma plataforma digital de investimentos no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Paradoxo

Paradoxo do cinismo: a campanha de Henrique Meirelles está reunindo farto acervo de imagens de Lula e Dilma Rousseff junto a Michel Temer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Monólogo

João Amoedo já tem um plano B caso seja barrado dos próximos debates na TV. O candidato do Partido Novo pretende fazer transmissões ao vivo na internet, com a presença de entrevistadores e convidados, no mesmo horário em que seus adversários estiverem se digladiando na televisão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Ponto final

As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Amazon, PDG, BB, Caixa, Polenghi e BNP Paribas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.