Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
04.07.18
ED. 5902

PT reúne seus astros para suprir ausência da estrela maior

A direção do PT não precisou assistir ao clipe “Lula lá”, da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência, em 1989, para concluir que o partido se tornou um case de migração política. Dos mais de 100 artistas que compareceram à histórica gravação, menos da metade se mantém fiel a Lula e ao PT. Para recuperar a adesão de ex-companheiros que se bandearam para outros partidos e, ao mesmo tempo, evitar a fuga dos que permaneceram ligados à sigla, o PT pretende dar prioridade à comunicação com seus apoiadores de grande inserção midiática e social já a partir deste mês. O assunto é considerado urgente. Uma das primeiras medidas nesse sentido será a antecipação do lançamento do programa da legenda para as áreas de educação e cultura. As propostas serão divulgadas na última semana de julho, possivelmente em um evento aberto à militância. O PT pretende também estreitar o contato com os seus tradicionais animadores de campanha. As redes sociais serão usadas à exaustão, levando, inclusive, recados do próprio Lula. Conter o êxodo dos militantes midiáticos do partido é uma das prioridades até a campanha. Diversos integrantes do “cast petista” migraram para outros candidatos do campo da esquerda. Com Lula preso, a missão será difícil. Mas os mais otimistas acreditam que esse será um dos motivos para sensibilizar os apoiadores a entoarem um “Lula lá”, ainda que efetivamente simbólico.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

México vira uma área de risco para a Petrobras

A eleição mexicana acendeu o sinal de alerta no alto-comando da Petrobras. A direção da estatal está debruçada sobre possíveis riscos decorrentes da chegada de Andrés Manuel López Obrador ao poder. A preocupação é que o novo presidente mexicano promova uma caça às bruxas contra a empresa, sem necessariamente qualquer fato que justifique tal atitude. A Petrobras é operadora de dois blocos de gás natural, localizados na Bacia de Burgos. No último domingo à noite, no discurso da vitória, Obrador disse com todas as letras que vai revisar “contratos milionários” no setor de energia e recorrer a tribunais internacionais caso encontre “anomalias e suspeitas de corrupção” nos acordos. Na direção da estatal, noves fora o discurso contra a corrupção que caracterizou sua campanha, a interpretação é que o novo presidente mexicano – o primeiro líder da esquerda a ocupar o cargo no país – estaria criando uma narrativa para sancionar a eventual suspensão de contratos públicos e concessões em favor da petroleira local Pemex. E se há uma petroleira na América Latina com telhado de celofane, em que qualquer insinuação de malfeito, por mais despropositada que seja, acaba grudando, lamentavelmente é a Petrobras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Facebook Futebol Clube

Mark Zuckerberg entrou em campo para valer. Após supreender o mercado com a compra dos direitos de transmissão da Champions League no Brasil, o Facebook já mira no pacote de amistosos da seleção em 2019.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

O jogo já começou

O TSE já contabiliza 11 processos por propaganda antecipada de pré-candidatos à Presidência. A maior parte, oito deles, contra Lula ou Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Aliansce e BR Malls

Prestes a assumir a presidência da Aliansce, Rafael Sales já tem uma missão capital: reabrir as conversações para uma fusão com a BR Malls. Em jogo, a criação de uma administradora de shoppings com valor de mercado da ordem de R$ 12 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Decreto põe em risco o “IPI da AmBev”

A AmBev mobilizou seu pelotão de lobistas no Congresso com o objetivo de derrubar o Decreto 9.394, assinado pelo presidente Michel Temer em maio. No Senado, correm dois decretos legislativos para revogar a decisão presidencial. O Decreto de Temer reduziu de 20% para 4% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incidem sobre as fabricantes de concentrado (xarope) na Zona Franca de Manaus. À primeira vista, soa como um paradoxo que a AmBev esteja tentando dinamitar o corte no percentual do imposto. Ocorre que, por uma dessas aberrações do sistema tributário brasileiro, o menos representará mais para a cervejeira. O IPI é um tributo não cumulativo, que prevê a apropriação de créditos na entrada de insumos, leia-se, neste caso, o xarope. Esses créditos são compensados na saída do produto final, a bebida. Ou seja: a grande diferença entre as duas alíquotas gera um acúmulo de créditos e pouco imposto a pagar na ponta final. Por conta dessa intrincada característica, o regime em vigor beneficia as fabricantes de grandes volumes de bebida e traz pouco ou nenhuma vantagem para as empresas menores. Não por outra razão é chamado por muitos no setor de “IPI da AmBev”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Cargill mira no etanol de milho

A Cargill, que anda às voltas com os prejuízos e os mais de R$ 500 milhões em dívidas da Cevasa, seu braço sucroalcooleiro, estuda produzir etanol de milho no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Democratas vs. democratas

A fotografia de momento do DEM mostra um partido dividido. O prefeito de Salvador, ACM Neto, e boa parte da ala nordestina têm se mostrado simpáticos a uma aliança com Ciro Gomes: já a massa do partido no Congresso, um caldeirão onde se misturam ruralistas,
evangélicos e a bancada da bala, ainda pende para o apoio ao tucano Geraldo Alckmin. Caberá a Rodrigo Maia, o candidato que não será candidato, bater o martelo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Cassação de faz de conta

Sob a regência do ministro Carlos Marun, a base aliada do governo no Congresso trabalha para demolir o processo de cassação do deputado Lucio Vieira Lima (MDB-BA), irmão de Geddel Vieira Lima, preso na penitenciária da Papuda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

O bipartidarismo da BRF

Luiz Fernando Furlan, conselheiro da BRF, é considerado pule de dez para assumir o comando do board no lugar de Pedro Parente, que ficará “apenas” com a presidência executiva. Ou seja: a “nova BRF” nascerá da parceria de um ex-ministro de FHC com um ex-ministro de Lula.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Um padrinho para Meirelles

Henrique Meirelles busca dentro do MDB um “padrinho” para a sua candidatura no Nordeste. José Sarney e Jarbas Vasconcelos já recusaram o convite para o batizado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Guaraná sem gás

O deputado federal Celso Russomanno está apreensivo com a situação da Dolly Refrigerantes, de Laerte Codonho. Acusada de sonegar R$ 4 bilhões em impostos, a empresa já fechou uma fábrica e entrou em recuperação judicial. Codonho sempre foi um leal amigo de Russomanno.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.07.18
ED. 5902

Ponto final

Procuradas pelo RR, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: BR Malls, Aliansce e Ambev.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.