Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
10.02.17
ED. 5558

Minerva Foods faz dieta de engorda no exterior

Menos Brasil e mais mundo. Esta é a toada que a Minerva Foods pretende seguir, concentrando investimentos na expansão da sua operação na América do Sul e na abertura de novos mercados na Europa e na Ásia. A companhia aprovou um aporte de capital na colombiana Red Cárnica, adquirida em 2015, que será usada como ponta de lança para a compra de outros frigoríficos no continente.

Segundo o RR apurou, a empresa também garimpa frigoríficos na Argentina. É tudo tira-gosto. O projeto com mais calorias está reservado para outras latitudes. A empresa vai abrir uma subsidiária na Europa, a Minerva Europe, com sede em Londres. Dali pretende alcançar o Oriente Médio e o Norte da África. Como contraponto, a Minerva parece viver mesmo tempos de inapetência em relação ao Brasil.

Recentemente, a empresa anunciou a compra do frigorífico capixaba Frisa por R$ 205 milhões. Menos de dois meses depois, cancelou o negócio sem explicar muito bem o porquê. Os números atraem cada vez mais a Minerva para o exterior. Hoje, 60% do faturamento total da companhia – superior a R$ 10 bilhões/ano – vêm do mercado externo. No segmento de carne mais especificamente, essa fatia é ainda maior: já chega a 65%. Em tempo: no dia 21, a Minerva Foods vai divulgar o balanço de 2016. O RR antecipa um dos indicadores. A companhia fechou a temporada com uma margem Ebitda em torno de 10,9%, o melhor índice do ano, mas abaixo do resultado de 2015 – 12,2%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Onde Murilo Benício foi amarrar seu boi…

As incestuosas relações entre o público e o privado na política do Rio de Janeiro perigam ricochetear em quem nada tem a ver com o lado mais sombrio da história. É o inusitado caso, por exemplo, do ator Murilo Benício. Criador de gado da raça Gir, Benício é acionista da Agropecuária Copacabana e Comércio Participação. Tem como sócio Felipe Picciani, um dos filhos do presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani – por sinal o único de seus rebentos sem imunidade parlamentar. Não é de hoje que as atividades da família Picciani na agropecuária são alvo de denúncias. Em recente delação premiada, a ex-conselheira da Carioca Engenharia Tania Fontenelle afirmou que a empreiteira comprou vacas a preços superfaturados da Agrobilara, outra empresa controlada pelos Picciani. Pobre, Murilo Benício! Deve estar dando uma boiada para ficar longe de qualquer confusão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Legado olímpico

A Vila Olímpica encalhou. Até agora, a Carvalho Hosken só conseguiu vender um terço dos mais de 3.600 apartamentos que hospedaram os atletas da Rio 2016.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Gato angorá

Corre em Brasília a informação de que Fabio Cleto delatou à Lava Jato esquemas que já estariam pendurados na vice-presidência de Governo da Caixa Econômica antes de sua chegada ao cargo, em 2011. Um ano antes quem estava no mesmo posto era Moreira Franco.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Terra fértil

O fundo Mubadala, conhecido por herdar uma série de negócios de Eike Batista, tem caprichado na compra de terras no Centro-Oeste.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Quando a geopolítica e a mídia se encontram

A visita do coronel televisivo Phelippe Daou Jr. ao ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, no início da tarde de ontem, não foi um encontro protocolar entre um concessionário televisivo e o observador-mor da programação nacional. Há mais de geopolítica no papo entre os dois do que suspeita a vã filosofia. Daou Jr., colocada as enormes ressalvas, repete em parte a trajetória de Roberto Marinho. Seria um “Dr. Roberto do Norte do país”.

Assim como o falecido patriarca das Organizações Globo, filho do proprietário do jornal O Globo, Euclides Marinho, Daou Jr. é sucessor de Phelippe Daou, de quem herdou a Rede Amazônica de Rádio e Televisão (RART). A RART, como não poderia deixar de ser, é afiliada da TV Globo. Daou pai é um capítulo na história da conglomeração local, regional e nacional da mídia radiofônica e televisiva no país. É imperador das comunicações na Amazônia, Pará, Rondônia, Amapá e Acre. Foi tríplice laureado pelos militares, ganhando as condecorações de Amigo da Marinha, Exército e da Base Aérea Nacional.

A RART conseguiu acesso ao sistema de satélite na gestão de Antônio Carlos Magalhaes no Ministério das Comunicações pagando “valor simbólico” à Embratel. A justificativa da benemerência era o lema de então das Forças Armadas: “Integrar para não entregar”. O empresário era um agente integrador. A conversa de Daou Jr. com o general Etchegoyen pode ter tido diversos outros motivos, mas será sempre uma operação de informação. Afinal, a consciência da população nortista tem um valor estratégico inestimável.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Parece de propósito

Alguém ainda acha que a novela da Sete Brasil terá fim? A assembleia de credores do dia 24 de janeiro foi aberta e imediatamente suspensa. O evento acabou remarcado para o dia 23, véspera do Carnaval. Na própria empresa, ninguém acredita que haverá quórum.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Sujeito oculto

A Secretaria de Fazenda do Rio ainda não entregou ao Ministério Público a tão aguardada lista das empresas enquadradas em regimes fiscais diferenciados – uma barafunda onde se aninharam muitos dos amigos de Sérgio Cabral. O dead line era 10 de fevereiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Os Cabral

Os carcereiros estão surpresos com a mudança de comportamento do casal nº 1 de Bangu 8. Sérgio Cabral deu para ter crises de choro quase diárias. Já Adriana Ancelmo, que ficou em frangalhos nas primeiras semanas de cadeia, tem chamado a atenção pela sobriedade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Um pedaço de Geddel no gabinete de Imbassahy

Antonio Imbassahy, recém-nomeado para a Secretaria de Governo, tem sido alertado por seus pares tucanos a afastar a secretária-executiva da Pasta, Ivany dos Santos. O argumento é que, com Ivany por perto, Geddel Vieira Lima continuará mandando e desmandando na estrutura do Ministério. A servidora é leal assessora de Geddel há mais de 20 anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.17
ED. 5558

Ponto final

As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Minerva Foods, Carvalho Hosken e Mubadala.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.