Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
08.11.16
ED. 5491

A estranha relação de Lula e Gilmar Mendes

 Não há vazamentos na grande imprensa nem informação sobre quem organizou o encontro e endereço onde ele teria sido realizado. O que o RR conseguiu apurar é que Lula se reuniu com o ministro Gilmar Mendes há nove dias, em São Paulo. Ambos teriam se tratado de forma absolutamente cordial. Procurado pelo RR, o ministro negou o encontro por meio de sua assessoria. O Instituto Lula, por sua vez, não quis se pronunciar. O fato é que, desta vez, os sinos não teriam dobrado para a mídia. Uma confirmação do vaticínio de Marx, profetizando que a história só se repete sobre forma de fraude. Quem não se lembra do último encontro entre ambos de que se tem notícia, no dia 26 de maio de 2012? O tête-à-tête foi articulado por Nelson Jobim a pedido de Mendes (à época, somente essa informação não foi desmentida pelos presentes). Seis horas depois da conversa, o ministro do Supremo despejou na mídia um violento ataque a Lula. Denunciou o ex-presidente por supostamente ter-lhe pressionado a atrasar o julgamento do “mensalão”. Lula foi duro no contra-ataque, colocando em dúvida o caráter do juiz, e Jobim desmentiu publicamente Mendes. Gilmar Mendes e Lula incorporaram o ódio de Feraud e d´ Hubert, os Duelistas, do romance de Joseph Conrad. Mendes tornou-se um dos cinco maiores inimigos declarados do PT, em qualquer ranking que seja feito. Em 2013, quando Dilma Rousseff diz que vai responder às manifestações com uma série de medidas, ele afirma que é puro bolivarianismo. Em 2014, segura o julgamento do financiamento de campanha (o voto ficou suspenso um ano). Ironizou Lula no episódio da condução coercitiva. E deu um beijo de morte no ex-presidente e em Dilma quando concedeu a liminar impedindo a posse de Lula na Casa Civil, com base em um grampo ilegal. A liminar somente foi levada a plenário um mês depois, quando Dilma já estava afastada. Nenhum tucano foi tão tucano.  Antes de 2012, Gilmar Mendes era Dr. Jekyl. Era um juiz discreto e garantista. Ficaram célebres seus habeas corpus por ocasião das duas prisões de Daniel Dantas. Nessa época, batia firme na espetacularização do Judiciário. Sempre criticou os excessos. Capitaneou uma súmula do STF determinando os critérios para utilização das algemas – um deles o risco comprovado de fuga. Passada a fase exemplar, Mendes entra em seu momento de inflexão. Passa a instrumentalizar a franqueza. Ridiculariza os colegas para pressioná-los. Concede liminares agressivas e exagera nos pedidos de vista. Em 2015, sabia-se todos os votos dele antecipadamente. Ganhou três pedidos de impeachment no Senado, todos derrubados por Renan Calheiros. É tido como um empresário do ensino, ou, em um eufemismo que o protege, um “cotista do IBDP”, instituição privada que atende formalmente por Instituto Brasileiro de Direito Público. Portanto, nesse dialeto particular empresário e cotista seriam diferentes. E o lucro?  Lula pode ter se encontrado com uma dessas identidades: o peessedebista, o juiz seletivo, o operador dos meios de comunicação, o pré-julgador de processos. Convém lembrar que Gilmar Mendes é o maior especialista do STF em sistemas prisionais. Quem sabe a confabulação não teria sido por aí…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Cortes na Fapes

 A política de austeridade que tem marcado a gestão de Maria Silvia Bastos chegou ao Fapes, o fundo de pensão do BNDES. Na última semana, a fundação demitiu 15 funcionários. Novos cortes estão a caminho, notadamente na área de finanças. • Procuradas pelo Relatório Reservado, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: BNDES.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Milagre

A vitória de Marcelo Crivella já alcançou sua primeira graça: selou a paz entre o futuro prefeito e o pastor Silas Malafaia, seu antigo desafeto. Mais do que um acordo pessoal, significa dizer que a Igreja Universal e a Assembleia de Deus acertaram uma trégua. Há dois anos, quando Crivella se candidatou ao governo do Rio, Malafaia exortou os evangélicos a não votarem no Bispo. •••  Por falar em Crivella, nos últimos dias Cesar Maia abandonou a “neutralidade” do segundo turno e se aproximou bastante do prefeito eleito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

“PPP agrícola”

 O ministro Blairo Maggi está decidido a criar um novo modelo para o seguro rural, com a participação da iniciativa privada. Maggi está convocando os dirigentes de grandes tradings que atuam no país, como Cargill, Bunge e Louis Dreyfus, para discutir uma proposta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Além da estrela maior, o ex-governador Sergio Cabral, o empreiteiro Fernando Cavendish deve arrastar em sua delação uma série de prefeitos do interior do Rio que mantiveram polpudos contratos com a Delta Engenharia. O estrago no PMDB promete ser grande.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Endividada

• A Chesf estaria com dificuldades para honrar o pagamento de fornecedores e outros compromissos de curto prazo da hidrelétrica de Xingó, na divisa entre Sergipe e Alagoas. Cerca de R$ 600 milhões do orçamento da usina estão bloqueados pela Justiça de Pernambuco por conta de um contencioso entre a estatal e a Mendes Junior, a Constran e a Companhia Brasileira de Projetos e Obras (CBPO). As três empreiteiras cobram da Chesf supostas dívidas referentes à construção da hidrelétrica de Xingó. A pendenga é antiga: a usina foi inaugurada há 23 anos. • Procuradas pelo Relatório Reservado, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto:  Chesf.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Os ministros Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima foram destacados para monitorar a pulsação de Eduardo Cunha na prisão, notadamente seus batimentos cardíacos em relação a Michel Temer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Oktoberfest

 A Flughafen München , que administra o aeroporto de Munique, deverá disputar a primeira leva de licitações do governo Temer no setor. Os alemães já tiveram uma participação minoritária em Confins.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Porteira fechada

 A State Grid pretende lançar em janeiro a oferta pública para comprar o restante das ações da CPFL em mercado. O valor deverá ser o mesmo pago à Camargo Corrêa e à Previ: R$ 25 por ação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.11.16
ED. 5491

Esclarecimento

Em relação à matéria publicada na edição de 1 de novembro, a Refinaria de Manguinhos procurou o RR para fazer o seguinte esclarecimento:   “A Refinaria de Manguinhos não detém qualquer interesse de negociação com o Grupo Ultra. Uma vez comunicados os motivos que levaram o pedido de ingresso ao CADE, os mesmos já fazem parte do processo. Assim, ainda que houvesse um pedido de desistência pela peticionante, os mesmos seriam de qualquer modo levados em consideração na apuração que será realizada. Logo, as afirmações do site, são inverídicas e desprovidas de qualquer lógica no âmbito operacional. Quanto à afirmação de que a Refinaria não refina petróleo, basta que qualquer interessado ingresse no sítio eletrônico da Agencia Nacional de Petróleo para verificar os volumes de sua produção, que lá se encontram de forma detalhada. Assim, a referida afirmação é inverídica e irresponsável. Os volumes de produtos produzidos e comercializados pela Refinaria estão aumentando mensalmente, seu volume já representa um percentual de quase 60% do volume que comercializava antes do ato de desapropriação de seu imóvel, ato este suspenso pela Suprema Corte Brasileira. Por fim, a Refinaria reitera seu compromisso com o mercado, destacando que não se intimidará diante de notas inverídicas e imprecisas, como a que foi publicada por esse site.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.