Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
16.09.16
ED. 5456

Lula quer apresentar Michel Temer à Lava Jato

 O PT tem duas estratégias e um posicionamento definidos para reagir à denúncia do Ministério Público Federal contra Lula. Estes pontos foram exaustivamente debatidos pela cúpula do partido ao longo da tarde de ontem, após o pronunciamento do ex-presidente. Segundo a fonte do RR, assíduo interlocutor do ex-secretário da Presidência da República Gilberto Carvalho, a postura de Lula não será a do candidato de 1989, mas de 2002. Ou seja: indignado, sim, no entanto, até segunda ordem, cordial, bem humorado e disposto ao diálogo. Já as referidas estratégias se cruzam entre si. Uma delas é evitar o confronto aberto com a Lava Jato, mas, ao mesmo tempo, desacreditá-la. Isso significa colocá-la sob suspeição, lançando sobre ela a pecha de parcial e de olhar apenas para um partido ou grupo político. A questão é a sutileza, o ponto da massa antes de tirá-la do forno, coisa em que Lula é perito.  Este movimento abrirá caminho para o complemento da tática delineada pelo PT. O partido pretende colocar foco no atual governo, adotando um discurso com o intuito de colar o Ministério Público em Michel Temer e seus colaboradores mais próximos, muitos deles já devidamente carimbados pela Lava Jato. A premissa é que o bombardeio ao atual presidente e sua távola redonda ajudaria a quebrar o protagonismo do PT e do próprio Lula na Operação. Permitiria também o take over do “Fora, Temer”, grudando o slogan das ruas às investigações do “petrolão”. Ao mesmo tempo, jogar foco sobre Temer evitaria que o ex-presidente concentrasse sua munição contra os procuradores de Curitiba. Até porque este está longe de ser o melhor Lula. Quando se dirige ao Ministério Público, ele automaticamente precisa vestir uma camisa de força e tomar todos os cuidados. Ontem, por exemplo, não fez qualquer menção nominal a Deltan Dallagnol, chefe da força tarefa e âncora do espetáculo midiático conduzido na véspera pelo Ministério Público. No PT, há a convicção de que um duelo escancarado não é o caminho mais recomendável. Seria muito desgaste para pouco resultado, tamanho o prestígio de Sergio Moro e seus cruzados junto à opinião pública. Além do mais, até no discurso oficial quem quer abafar a Lava Jato é Temer, Renan, Cunha, Aécio etc. Não Lula.  No entanto, talvez o ponto mais sensível seja como Lula deve abordar a palavra que não ousa dizer seu nome. Ontem, em 1h20 de discurso, ele não pronunciou o termo “prisão”. Contudo, quem o psicografa garante que o tema terá a sua vez e Lula, como de hábito, saberá o timing exato de colocá-lo sobre a mesa. Ao citar a questão de viva-voz, ele poderá dizer que sua detenção está decidida há décadas e décadas pelas elites. E que o que está em jogo não é o seu cárcere, mas a prisão de uma causa. Por enquanto, não há pistas sobre quem terá o mando de campo do destino de Lula: o discurso evangelizante dos rapazolas da procuradoria ou o rugido rouco das ruas. A única aposta firme é que a imolação de Lula é uma fagulha com inegável poder de combustão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Venda casada

 A Cemig deverá fazer uma venda dupla para a Ferrovial . Além da Transchile Charruá Trasmisión, linha de transmissão chilena alienada recentemente, o grupo espanhol negocia a aquisição da participação de 45% da estatal mineira na Taesa. A companhia é uma das líderes no transporte de energia, com quase dez mil quilômetros de linhas no país. • Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto:  Cemig e Ferrovial.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Na frente dos bois

 A Kroton nem esperou o parecer do Cade sobre a fusão com a Estácio e já colocou sua operação de ensino a distância na prateleira. A empresa ofertada é a Uniderp, que tem 160 mil alunos e 10% do mercado de educação não presencial. O ativo é avaliado em aproximadamente R$ 500 milhões e estão na fila de compra os fundos Advent, Vinci e Carlyle. • Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Kroton.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Washington

 O Itamaraty ainda não perdeu as esperanças de costurar um encontro entre Michel Temer e Barack Obama até janeiro, quando o presidente norte-americano deixará a Casa Branca. Recentemente, durante a reunião de cúpula do G20 na China, a Pasta de Relações Exteriores fez de tudo para que ambos tivessem ao menos uma rápida conversa tête-à-tête. Ficou na vontade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Voto no baú

 Celso Russomanno está tentando arrancar do ex-patrão Silvio Santos uma declaração de apoio a sua candidatura. Melhor esperar sentado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Sempre na foto

 Nem quando era ministro do Planejamento, Romero Jucá estava tão próximo de Michel Temer. O senador tem marcado presença em quase todos os eventos oficiais ao lado do presidente. O mais recente foi a posse de Grace Mendonça na AGU.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Tratando a paralisia da Toyo Setal

„  O empresário Augusto Mendonça, encalacrado até a medula com a Lava Jato, está sacando do bolso mais uma cartada para tentar resolver a situação de quase paralisia da Toyo Setal, dona do estaleiro EBR e da Toyo Setal Empreendimentos, braço de engenharia industrial. Propôs à sócia Toyo dividir a companhia em duas. Os japoneses ficariam com o estaleiro e Mendonça, com a outra empresa. Dessa forma, haveria menos encrencas para cada um administrar. Dos três grandes projetos da Toyo, dois estão paralisados: o Comperj e a fábrica de amônia da Petrobras em Uberaba (MG). • Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Toyo Setal

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Escalada

 Nos cálculos de David Neeleman, a TAP só voltará ao azul em meados de 2017. No primeiro semestre deste ano, a companhia portuguesa teve prejuízo de 28 milhões de euros – é bem verdade que 74% a menos do que a perda em igual período em 2015.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.16
ED. 5456

Contramão

 Mesmo com a terrível crise da indústria automobilística, a Jaguar Land Rover vai investir cerca de R$ 200 milhões no Brasil em 2017.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Eduardo Paes recomendou a Pedro Paulo que pegue leve com Marcelo Freixo e Jandira Feghali. Ambos poderão ser muito úteis em um eventual segundo turno.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.