Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
30.08.16
ED. 5444

Saraiva escreve páginas e páginas de desavenças societárias

 Independentemente do mérito, o contencioso com o minoritário Mu Hak You, dono da gestora GWI e detentor de 44% das PNs da Saraiva , tornou-se uma conveniente cortina de fumaça para os controladores da companhia. Este nevoeiro tem ajudado a eclipsar as desavenças na própria família que dá nome à maior rede de livrarias do país. Segundo informações filtradas junto à companhia, a terceira geração de acionistas, liderada pelo presidente Jorge Saraiva Neto, defende uma reformulação estratégica e, sobretudo, a entrada de um novo investidor no capital. Entre outras consequências, a medida é vista como fundamental para impulsionar a operação de e-commerce e permitir que a Saraiva faça frente a novos concorrentes, notadamente a Amazon. A proposta, no entanto, esbarra na “velha guarda”, personificada pelo próprio pai de Saraiva Neto, Jorge Eduardo Saraiva, chairman da companhia. Além da resistência à venda de parte do capital, os atritos se estenderiam ainda ao modelo de negócio. De perfil mais conservador, este grupo da família segue apostando na rede de lojas físicas – não obstante as seguidas quedas de receita da operação. No primeiro trimestre, as vendas caíram quase 4%, ao passo que o faturamento no comércio eletrônico subiu 11%. Ainda assim, os planos de abertura de quatro unidades ao longo deste ano estão mantidos.  Os atritos familiares se intensificaram com a venda da Editora Saraiva, no ano passado. Jorge Eduardo teria praticamente imposto a negociação da empresa à então Abril Educação, por R$ 725 milhões. Segundo o RR apurou, à época, Jorge Saraiva Neto tentou, até o último instante, brecar a venda. O empresário defendia o spinoff das livrarias e do braço editorial e a venda separada de participações, sem que a família necessariamente abrisse mão do controle. Foi voto vencido, como vem sendo, até o momento, em relação ao desembarque de um novo sócio na operação de varejo. Segundo a fonte do RR, diante de tamanho desgaste, o jovem empresário, de apenas 32 anos, já teria cogitado até entregar o cargo.  No dia a dia, os atritos têm atrapalhado a execução de medidas estratégicas na Saraiva. Que o diga o ex- Pão de Açúcar Enéas Pestana. O consultor entrou e deixou a companhia sem que parte expressiva das mudanças que propôs fosse implementada. Só agora, um ano depois, a Saraiva começou a reduzir o tamanho de algumas lojas, inclusive com a devolução de espaços em grandes shopping centers do país. • As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Saraiva.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Indigo busca vaga no controle da BahiaPark

 No momento em que sócios entram e saem da Estapar – casos, respectivamente, do norte-americano Sam Zell e da Bozano Investimentos –, sua maior concorrente no Brasil acelera em busca de aquisições. O alvo da francesa Indigo, nova marca da Moving Vinci, é a BahiaPark, maior rede de estacionamentos do eixo Norte-Nordeste. A companhia é controlada pela Sinart, do empresário Henrique Pedreira, que atua ainda na gestão de terminais rodoviários, aeroportos e em hotelaria. Procurada, a Indigo confirmou que “está prospectando aquisições no Norte e Nordeste.” Disse também que a BahiaPark “ainda” não foi contatada. Para bom entendedor…  A Indigo tem mais de R$ 500 milhões para investir no Brasil. A incorporação da BahiaPark daria o maior gás aos números do grupo no país. O faturamento saltaria de R$ 450 milhões para mais de R$ 650 milhões por ano. Significa dizer que a participação do Brasil na receita global subiria de 15% para mais de 20%. O Ebitda da operação brasileira sairia dos atuais R$ 50 milhões para algo próximo de R$ 70 milhões. A Indigo saltaria ainda de 140 mil para quase 180 mil vagas em todo o país. No entanto, o caminho para a tão almejada liderança do setor ainda é longo. A Estapar, leia-se BTG, soma mil estacionamentos com mais de 360 mil vagas. • As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: BahiaPark.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Excesso de peso

 A diretoria da Petrobras já trata como inevitável um corte adicional no quadro de funcionários antes da venda da BR Distribuidora e das controladas na área de transporte. Conforme estimativas da própria estatal, o PDV em curso na companhia deverá atingir algo em torno de sete mil inscritos, abaixo da expectativa de 12 mil trabalhadores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Sincericídio

 Os dirigentes da Previ e da Petros estão furibundos com as recentes declarações do diretor de administração da Funcef, Antonio Augusto de Miranda e Souza, sobre a Sete Brasil. Souza disse temer que os fundos de pensão sócios da fabricante de equipamentos sejam acionados na Justiça pelos credores da companhia. Jogou luz sobre uma questão que estava escondidinha na penumbra.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Chinês de valor

A Guotai Securities , uma das maiores corretoras de valores da China, sobrevoa o mercado brasileiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Legado Olímpico visado

 A portuguesa Lusoarenas pretende participar da licitação do Parque Olímpico da Barra. O futuro concessionário será responsável pela gestão do Centro de Tênis, do Velódromo e das Arenas Cariocas 1, 2 e 3. Ressalte-se que a Lusoarenas já teve uma mal-sucedida experiência no Brasil. Assumiu a administração do Mineirão e deixou o negócio apenas um ano depois. No caso do Parque Olímpico, há uma boa isca. Pelo edital, a Prefeitura compromete-se a repassar cerca de R$ 819 milhões ao longo de 25 anos para ajudar nos custos de manutenção das arenas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Informe

 O BC trabalha com um piso cambial informal de R$ 3,15. A partir daí, intervém.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Agenda policial

 O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, deverá viajar, em breve, em missão para a Suíça. O objetivo é costurar com o governo local novos acordos de cooperação para o rastreamento de recursos ilegais, com ênfase no crime organizado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.16
ED. 5444

Valiosa colaboração

 Michel Temer contou com a valiosa colaboração da Academia Brasileira de Letras na ourivesaria do seu discurso de posse.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.