Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
27.10.15
ED. 5235

TIM Brasil pisca no radar da Operação Zelotes

  A Operação Zelotes avança sobre a TIM Brasil. A Polícia Federal e o Ministério Público têm informações que comprovariam a participação da companhia no esquema de pagamento de propinas a conselheiros do Carf. Novas revelações sobre o caso deverão ser divulgadas em breve por uma revista nacional de grande circulação, segundo o RR apurou. O alvo das investigações seria o processo em andamento no Carf relativo à compra da Tele Nordeste Celular Participações , negociação fechada pela operadora no fim dos anos 90. Procurada, a TIM não se pronunciou, alegando estar em período de silêncio.  A TIM foi autuada pela Receita Federal por ter se beneficiado indevidamente de um ágio de R$ 600 milhões para reduzir a base de cálculo do IR e do CSLL. O recurso da empresa, que tramita na 2ª Turma da 4ª Câmara da 1ª Seção do Carf, tinha como relator o conselheiro Carlos Pelá, que pediu dispensa do cargo em julho deste ano. Em seu parecer, Pelá votou a favor da TIM.  As investigações da TIM se estenderiam na direção do escritório de advocacia Mussi, Sandri, Faroni & Ogawa. A firma já teria prestado serviços para a operadora na esfera tributária. Dois dos sócios do escritório são os renomados advogados Leonardo Mussi e Valmir Sandri. Tanto Sandri quanto Mussi eram conselheiros do Carf e deixaram o órgão entre o fim de abril e a primeira semana de maio. Também consultado, o Mussi, Sandri, Faroni & Ogawa informou que, por razões éticas e contratuais, “não se manifesta a respeito de clientes ou de processos sob sua responsabilidade” ou mesmo “questionamentos relacionados a empresas, ainda que não tenham, efetivamente, nenhuma relação jurí- dica com o escritório”.  Por falar na Operação Zelotes, a incursão de ontem da Polícia Federal na LFT Marketing Esportivo e Touchdown, de Luis Claudio Lula da Silva, teve forte repercussão no gabinete do deputado federal Andrés Sanchez. O filho do ex-presidente Lula é muito ligado ao parlamentar. Quando era presidente do Corinthians, Sanchez o contratou para trabalhar como preparador físico do clube e, depois, foi um dos maiores incentivadores para que ele abrisse sua própria empresa de marketing esportivo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Governo “descobre” a pólvora do petrolão

 A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda divulgou estudo intitulado “O Impacto da Redução de Investimentos no Setor de Óleo e Gás”. Consta do paper que 70% da recessão podem ser colocados na conta do “petrolão”, especialmente o efeito paralisia de outras obras fora do setor devido à inadimplência da Petrobras Governo “descobre” a pólvora do petrolão junto às empreiteiras. É o gugu dadá. Ou engenharia de obras feitas, como se chama uma conclusão tautológica. O que é pior: o governo teve tempo hábil de sobra para evitar a desgraceira social.  O RR também tem a sua SPE e cantou insistentemente a pedra, nas edições de 17/09/2014, 5/11/ 2014, 22/1/2015, 29/1/ 2015, 1/4/2015, 3/7/2015, 8/7/2015, 3/9/2015…, entre tantas outras. Propôs, inclusive, um pacto nacional pela Petrobras e as obras nacionais. Ninguém ouviu. O assunto foi parar na alçada de Joaquim Levy. Agora, Jaques Wagner soma forças para descascar de vez o abacaxi. Se precisarem de ajuda, a SPE do RR está sempre à disposição

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Audi

 Jörg Hofmann, presidente da Audi no Brasil, tem sentido o peso do envolvimento da Volkswagen no escândalo mundial da fraude nos testes de emissões de poluentes dos carros da montadora alemã. Apesar de não ter relação direta com o problema, a Audi, controlada pela Volkswagen, deverá ser espremida para dar lucro no país e compensar perdas da controladora. O problema é que a Audi investiu recentemente R$ 542 milhões para construir uma fábrica em São José dos Pinhais (PR).

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Queda livre

 O presidente da Helibras , Eduardo Marson, que já foi o darling da EADS, corre o risco de ser despachado para alguma operação de menor importância em outro país. O motivo são os maus resultados da empresa. A projeção de faturamento para este ano é de R$ 500 milhões, metade da receita de 2014. Mesmo com a crise, está bem abaixo do esperado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Iberdrola

 A Iberdrola está prestes a fechar seu plano de investimentos para o Brasil em 2016. O RR antecipa os números: a cifra ficará em torno de US$ 2 bilhões. A maior parte será destinada à área de geração.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Déficit da Petros

  Pobres aposentados da Petrobras. A Petros deverá fechar o ano com um déficit superior a R$ 3 bilhões, a maior parte proveniente de aplicações em renda variável. No ano passado, o fundo reportou um déficit de R$ 3,8 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 Frase de um empresário paulistano ao ouvir da própria Marta Suplicy que Gabriel Chalita seria um ótimo vice para sua chapa. “Ela vai fazer de tudo para seduzir esse rapaz, tirá-lo dos braços do Haddad e depois largá-lo pelo caminho”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Nota

 Em relação à matéria veiculada na edição de ontem, o RR informa que a H.I.C. Hermann Beteilingunsgesellschaft não pertence às filhas de Ricardo Mansur, Paola e Marie.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.15
ED. 5235

Limpando a barra

 A direção da Caixa Econômica discute a criação de uma linha de crédito para estatais de saneamento. O financiamento seria vinculado à venda de ações das concessionárias. Seria uma forma indireta de injetar recursos nos estados. O Rio Grande do Sul, por exemplo, tem interesse em vender parte da Corsan. Oficialmente, a Caixa nega a operação

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.