Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
05.08.14
ED. 4928

Amazon põe um pé no controle da Saraiva

A Amazon está negociando a compra da Saraiva, a maior rede de livrarias do Brasil. Segundo fontes envolvidas na operação, as conversas se encontram em estágio avançado e o acordo deve ser selado em breve. A Saraiva pertence a  família de mesmo nome – o maior acionista individual é o diretor presidente da companhia, Jorge Eduardo Saraiva. Uma vez fechada, esta será a primeira aquisição do gigante do varejo eletrônico no país, onde desembarcou há dois anos. Uma estreia de respeito. Ao levar a Saraiva, a Amazon herdará uma rede de 114 lojas e uma editora com mais de 1.700 títulos e líder na publicação de obras jurídicas – acervo este que alimenta consideravelmente as vendas do grupo no varejo. Na praia onde nadam de braçadas, os norte- americanos vão assumir ainda uma das maiores operações de e-commerce do país. O site da Saraiva é responsável por um terço do faturamento total da empresa, que fechou o ano passado com uma receita consolidada de R$ 2,1 bilhões. Esta não é a primeira investida da Amazon sobre a Saraiva. Os norte-americanos chegaram a abrir conversações com a empresa logo após a sua chegada ao país. No entanto, nos meses seguintes tiveram de se dedicar integralmente a  missão de desentortar a operação brasileira. Logo na partida, a Amazon enfrentou uma série de dificuldades, desde falhas de ordem tecnológica a tropeços logísticos, que resultaram em atrasos fora do normal nas entregas do Kindle, seu leitor digital. Até hoje, a companhia não conseguiu iniciar a venda de livros físicos. Neste caso, a Saraiva é parte do problema e da solução. Consta que a empresa teria feito forte pressão sobre editoras nacionais para que elas não fechassem contratos com a Amazon. Pois bem, os norte-americanos estão prestes a matar o mal pela raiz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

CEF cerca Homex por todos os lados

A Caixa Econômica Federal não vai dar sossego a  Homex. A área jurídica do banco já está com o dedo no gatilho, pronta para acionar duplamente a construtora – na Justiça do Brasil e do México. A empresa abandonou o país deixando para trás obras inacabadas e clientes sem receber imóveis já pagos – parte expressiva deles financiados pela CEF. Procurado, o banco não confirmou oficialmente a decisão de entrar na Justiça. Mas informou que seus créditos contra a Homex Brasil estão incluídos no plano de recuperação judicial da companhia. A Caixa disse ainda que vai habilitar a dívida na massa falida, caso o plano de recuperação da construtora mexicana não seja aprovado pelos credores e a Justiça venha a decretar a falência. Ou seja: a instituição já trabalha com o pior dos cenários. Ressalte- se que a Caixa incluiu a Homex em seu cadastro negativo, informação confirmada ao RR pelo próprio banco – ver edição nº 4.901. Todas estas medidas contra a Homex carregam forte caráter didático. A Caixa Econômica pretende dar um firme recado a s construtoras que operam no segmento de habitação popular, exatamente o segmento de atuação dos mexicanos. Entre as companhias financiadas pela Caixa no âmbito do “Minha Casa, Minha Vida”, não se tem notícia de qualquer caso similar ao da Homex. 1, 2, 3, isola… No entanto, não são poucas as empresas que têm descumprido cronogramas e atrasado a entrega de imóveis, o suficiente para acender o sinal de alerta na Caixa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

Overdose

Disposta a curar rapidamente a ressaca pela frustrada investida sobre a DPSP, a segunda maior rede de drogarias do país, a norte-americana CVS não fez por menos. Partiu com tudo na direção da primeira do ranking: a Raia Drogasil, que soma mais de mil pontos de venda e um faturamento anual próximo dos R$ 7 bilhões. Ressalte- se que os norte-americanos já controlam a Onofre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

Copo duplo

A Lactalis estaria se unindo a  canadense Saputo nas negociações para a compra da divisão de lácteos da BRF. A concorrência é dura. Estão no páreo a também francesa Danone e a mexicana Lala.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

Banrisul Cartões

A dois meses das eleições, talvez não seja a hora de Tarso Genro espalhar o projeto por aí. Mas, em um eventual segundo mandato, o governador gaúcho deve dar corda a  abertura de capital da Banrisul Cartões. Hoje, a credenciadora ainda é um negócio relativamente pequeno dentro do banco: responde por menos de 5% do lucro líquido.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

Carro novo

A Renault deverá anunciar em breve a produção de um novo veículo de passeio em São José dos Pinhais (PR). Ao todo, a fábrica paranaense terá três novos modelos a partir de 2015.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

Cabo eleitoral

No que depender dos marqueteiros de Geraldo Alckmin, a Cesp terá presença assídua em seus discursos de campanha. Em meio a  forte temporada de prejuízos no setor, a estatal já acumula no ano um lucro próximo de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.14
ED. 4928

O Cristália

O Cristália, do empresário Ogari Pacheco, não para de surpreender a concorrência. O recente anúncio de que o laboratório vai exportar tecnologia para a produção de antirretrovirais é mais um capítulo do súbito processo de crescimento da empresa. Neste ano, o Cristália vai superar a marca de R$ 1,5 bilhão em faturamento, com 75 patentes. Há quatro anos, eram apenas 34 registros e R$ 600 milhões de receita. Hay gobierno? Ogari Pacheco é a favor. Mais de 70% das vendas estão vinculadas ao setor público. Nos últimos anos, o empresário habituouse a abrir portas com maçanetas de ouro. Não por acaso, um ex-executivo do próprio Cristália costuma dizer, com indisfarçável sarcasmo, que o melhor medicamento da companhia é o “Lobix 10 mg”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.