26.03.19
ED. 6080

Diplomacia ao cubo

As declarações de Jair Bolsonaro em relação à China ainda têm repercussões graves. A diplomacia dos dois países tenta chegar a algum consenso sobre a melhor forma de evitar que se repitam provocações como a do ano passado. Bolsonaro visitou Taiwan, cuja autonomia não é reconhecida pela China. À época, a Embaixada chinesa no Brasil manifestou seu repúdio à viagem. As Relações Exteriores estariam costurando declarações prévias que pudessem mitigar a possibilidade de um mal-estar na viagem do Capitão a Pequim, prevista para este ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.