Categoria: Painel RR – Comércio exterior 

Painel RR – Comércio exterior 

Os efeitos do Conflito Israel-Hamas na cadeia global de fertilizante

18/10/2023
  • Share

De uma só vez, dois conflitos internacionais alimentam a preocupação do agronegócio brasileiro em relação ao suprimento de matérias-primas para a produção de fertilizantes. Ainda que em menor proporção do que a guerra entre Rússia e Ucrânia, a ofensiva de Israel em Gaza pode afetar suas exportações de adubo. O país é responsável por aproximadamente 5% dos fertilizantes consumidos no Brasil. O RR reúne a seguir algumas análises de especialistas internacionais sobre os possíveis impactos do conflito contra o Hamas na produção e distribuição de adubo em Israel: 

 

  • Porto de Ashdod A deflagração do conflito entre Israel e Hamas acentuou as preocupações em relação à cadeia global de fertilizantes, conturbada em âmbito mundial desde o início da Guerra na Ucrânia. O porto de Ashdod, um dos principais de Israel e localizado próximo ao norte do território da Faixa de Gaza, especialmente na exportação de fertilizantes a base de potássio, está operando em situação de emergência desde o início da guerra, o que fez disparar as ações de companhias que atuam no setor de fertilizantes.                         https://www.moneycontrol.com/news/business/stocks/fertilizer-stocks-soar-on-increased-prices-due-to-israel-hamas-war-11540121.html 
  • Sarah Zimmermann O preço do fertilizante está sujeito também à taxação por “risco de guerra”. Seguradoras começaram a realizar esta cobrança a navios que fazem escala nos portos de Israel. Em relação especificamente ao comércio marítimo, a apreensão é em relação ao envolvimento do Irã e do Egito no conflito, prejudicando o escoamento das exportações via Estreito de Ormuz (Irã) e Canal de Suez (Egito). A operação em “modo de emergência” na região coloca em risco cerca de 2 a 3% do fornecimento global de potássio.                                                           https://www.agriculturedive.com/news/israel-hamas-war-fertilizer-exports-shipping-gaza/696567/ 
  • Josh Linville Uma eventual expansão do conflito para outros países próximos a Israel podem afetar a exportação de ureia, popular fertilizante hidrogenado. Segundo Josh Linville, da StoneX, mais de 50 % das exportações globais de ureia correspondem aos países do Norte da África e Oriente Médio. O impacto na agricultura desencadearia, consequentemente, a elevação dos preços dos alimentos em escala global.           https://www.rrfn.com/2023/10/16/the-new-war-and-the-impact-on-agriculture/ 

 

  • Michael Cada, Joe DeLaura, Stefan Vogel                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         O cenário que mais preocupa agora é a escalada do conflito para nações vizinhas à Israel. O impacto não seria apenas na produção local, mas em proporções mundiais a partir do momento em que afetaria o comércio marítimo, especialmente no Mar Mediterrâneo, onde grande parte dos navios chegam por meio do Canal de Suez. O preço do fertilizante é diretamente relacionado ao custo de energia. Para além de insumos como potássio e ureia, o Oriente Médio concentra também maiores nações produtoras e exportadoras de petróleo do mundo. https://www.rabobank.com/knowledge/d011397372-from-ukraine-war-to-middle-east-war-another-huge-blow-to-global-stability

 

#Fertilizantes #guerra #Hamas #Israel

Todos os direitos reservados 1966-2024.