22.06.18
ED. 5894

Brookfield embrulha seus shoppings para a venda

A Brookfield está com um pé fora do mercado brasileiro de shopping centers. No que pode vir a ser uma das maiores operações de M&A já realizadas no setor, o grupo negocia a venda de sua carteira de participações em shoppings. Do outro lado da mesa estariam o GIC, fundo soberano de Singapura, e o PSP (Public Sector Pension Investment Board), sócios dos canadenses em alguns dos empreendimentos. Estima-se que a transferência dos seis shoppings pendurados no Brookfield Brazil Retail Fundo de Investimento –entre os quais o Rio Sul e o Pátio Paulista – possa movimentar algo em torno de R$ 2,5 bilhões. Caso se confirme, a venda dos shoppings para o GIC e o PSP – que, juntos, administram mais de US$ 500 bilhões – abriria caminho para uma segunda grande operação. Os dois fundos passariam a ter uma valiosa moeda de troca para negociar uma fusão com outro grupo do setor. Por sinal, foi exatamente isso que a Brookfield tentou. Os canadenses teriam mantido tratativas com a e o Iguatemi, mas as condições negociadas não agradaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.