26.12.18
ED. 6021

Bolsonaro inaugura “Minhas políticas, tuas medidas”

O governo Bolsonaro parece disposto a democratizar as medidas para a economia. Às vésperas do Natal, o futuro secretário geral de Desburocratização, Gestão e Governo Digital da Fazenda, Paulo Uebel, enviou mensagem a cerca de 200 empresários, economistas e outras proeminentes figuras pedindo propostas para “tirar o governo do cangote das pessoas e empresas”. Está aberto o balcão de ideias para que a equipe econômica construa suas políticas. No pedido, Uebel ressalta que as propostas de- vem chegar prontas. Quanto mais específica a sugestão (com a indicação da lei, portaria ou mesmo um artigo a ser alterado), mais fácil será incorporá-la ao aparato regulatório. As propostas foram solicitadas em caráter de urgência. Segundo Uebel, entre hoje e amanhã, “a pedido do PG” (em alusão ao ministro Paulo Guedes), a equipe econômica finalizará um pacote de medidas a serem executadas ao longo de janeiro. O objetivo é “reduzir a burocracia; facilitar a vida das pessoas/empresas; corrigir distorções; abrir o mercado; reduzir barreiras; ampliar a competição; melhorar a experiência dos cidadãos em relação aos serviços públicos”. Na mensagem, o próprio Uebel vincula esta tour de force a um dos primeiros grandes desafios da gestão Bolsonaro: a reforma da Previdência. O secretário ressalta que as medidas darão ao governo o capital político necessário para a aprovação do projeto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.