Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Relacionados

08.03.19
ED. 6068

Download na Bolsa

Uma das maiores empresas de TI do país, a Tivit vai abrir seu capital até junho. Segundo o RR apurou, a empresa trabalha com a estimativa de uma operação na casa dos R$ 500 milhões. O IPO deverá servir para o private equity inglês Apax reduzir sua participação no capital da companhia. Os britânicos detêm 54%; o restante está nas mãos da família Mattar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.12.18
ED. 6019

Com a palavra, a Tivit

Por uma falha no nosso servidor de e-mails, o RR não contemplou a resposta enviada pela Tivit em relação à nota veiculada na edição de ontem. A newsletter lamenta o ocorrido, pela sua tradição de respeitar e abrir espaço para o direito de resposta das empresas e personagens citados, e publica a seguir o posicionamento da companhia. Em relação à notícia sobre vazamento de dados da empresa, a Tivit confirmou que, “na semana passada, identificou que nove funcionários foram vítimas de um ataque de ‘phishing’, durante o qual os cibercriminosos tiveram acesso a informações contidas nos computadores desses colaboradores”. Ainda segundo a Tivit, “os cibercriminosos que conduziram o ataque divulgaram em sites especializados que tiveram acesso aos arquivos desses funcionários”. A empresa ressalta que “seus data centers não foram invadidos; as redes dos clientes também não foram invadidas e o incidente ficou limitado a poucos computadores de funcionários que acessaram o documento infectado por meio de um link malicioso de e-mail”. A Tivit informou ainda que “estamos lidando com esse tema com a mais alta prioridade e contratamos profissionais externos (suporte jurídico e de especialistas de TI) para tomar todas as medidas necessárias para que o problema não se repita”. Segundo a empresa, “todos os clientes envolvidos já foram devidamente comunicados”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.12.18
ED. 6018

Blindagem rompida

O RR apurou que auditoria realizada pela Tivit teria apontado a participação de um ex-funcionário graduado no vazamento de dados de clientes e informações internas da empresa de TI. Nos últimos dias, logins e senhas, além de e-mails de funcionários da companhia, foram divulgados na internet. Procurada, a Tivit informou que “na semana passada, nove funcionários foram vítimas de um ataque de ‘phishing’, durante o qual os cibercriminosos tiveram acesso a informações contidas nos computadores desses colaboradores.” A empresa esclarece que seus data centers não foram invadidos; as redes dos clientes também não foram invadidas e o incidente ficou limitado a poucos computadores de funcionários que acessaram o documento infectado por meio de um link malicioso de e-mail”. A Tivit reafirma ainda que contratou “profissionais externos (suporte jurídico e de especialistas de TI) para tomar todas as medidas necessárias para que o problema não se repita”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.11.18
ED. 5999

Tivit sai às compras

A Tivit, leia-se o fundo inglês Apax e a família Mattar, já começou a gastar por conta. Em meio ao IPO, está em negociações avançadas para a aquisição de duas empresas da área de TI. Ao menos uma das operações deverá ser anunciada ainda neste ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.18
ED. 5851

Desvio de rota

O fundo inglês Apax avalia vender uma parcela da sua participação na Tivit, associação com a família Mattar. Trata-se de um caminho alternativo diante das duas frustradas tentativas de realizar uma oferta de ações da empresa de TI no ano passado. Ambas foram canceladas por falta de demanda pelos papéis, que somavam quase R$ 1,5 bilhão. Os britânicos detêm pouco mais de 92% da Tivit.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.02.18
ED. 5808

Segundo round

A Tivit, segundo o RR apurou pretende retomar seu IPO em abril. A empresa de tecnologia controlada pelo fundo inglês Apax e pela família Mattar deverá baixar a bola e trabalhar com um preço alvo abaixo de R$ 40. Na oferta de ações prevista para setembro do ano passado, que acabou suspensa, esse valor foi de R$ 43.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.12.17
ED. 5757

Coragem

Os acionistas da Tivit, o fundo inglês Apax e a família Mattar, não desistem. Decidiram que o IPO da empresa de TI vai ser retomado até março de 2018. Será a terceira tentativa de abertura de capital da Tivit.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.10.17
ED. 5717

Tivit dividida

O cancelamento do IPO da Tivit no ano é uma derrota particular do APX Brazil. Um dos principais acionistas da empresa de TI, o fundo teria sido o defensor do lançamento da nova oferta três meses após a suspensão da primeira tentativa, em julho. A família Mattar, fundadora e sócia da companhia, defendia que tudo ficasse para 2018. Agora assim será.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.06.15
ED. 5144

Tivit no México

Presente em seis países da América Latina, a Tivit está a  caça de uma empresa de TI no México.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.06.15
ED. 5135

Paciente inglês

Mais um grande fundo estrangeiro está em busca de um leito hospitalar no Brasil. O britânico Apax Partners negocia a compra do Santa Joana, de Pernambuco, um dos mais tradicionais hospitais do Nordeste. O private equity inglês, ressalte-se, já está presente no país: controla a Tivit.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.