fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, estuda a criação de uma cota mínima para a venda de carne bovina no front doméstico, que teria de ser cumprida pelos pecuaristas. Trata-se de uma medida polêmica, devido ao seu caráter intervencionista. Mas, seria uma trava de segurança. No ano passado, as exportações de carne subiram quase 20%, puxadas principalmente pela demanda chinesa. Resultado: redução da oferta interna e aumentos de preços de até 30%.

O Ministério da Agricultura cogita a retomada dos estoques oficiais de grãos, política abandonada pelo governo Bolsonaro. A proposta sobre a mesa passa pela concessão de subsídios a agricultores que venderem uma parcela da sua produção para o Ministério. Os estoques passariam a ter um papel importante para regular os preços dos produtos agrícolas, amortecendo, por exemplo, o impacto de variáveis climáticas. É o que está acontecendo com o milho. Os preços ao consumidor subiram quase 50% ao longo de 2020 por conta da forte estiagem na Região Sul, que provocou a quebra de aproximadamente 20% da safra.

Em tempo: a ministra Tereza Cristina tenta arrancar do Ministério da Economia crédito suplementar para repassar aos produtores de milho do sul do país, atingidos pelas secas. Tarefa difícil. A equipe econômica entende que já irrigou suficientemente o agronegócio com a prorrogação do pagamento das operações de crédito rural de custeio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.12.20

Que casca de banana

A ministra Tereza Cristina está com uma bananosa para resolver. Por conta de uma praga que atingiu boa parte das plantações do país, produtores brasileiros de banana correm o risco de perder espaço no mercado sul-americano. Grandes importadores da fruta, como Argentina, Chile e Uruguai, já saíram em busca de novos fornecedores para suprir a queda da safra brasileira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.12.20

Arroz nada doce

A Bolívia sinalizou ao governo brasileiro que vai suspender as exportações de arroz para garantir o abastecimento do mercado interno. Uma dor de cabeça a mais para a ministra Tereza Cristina, que precisa lidar com a escassez e alta dos preços do cereal no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.12.20

“Chanceler”

A ministra Tereza Cristina vem atuando nos bastidores junto ao embaixador chinês Yang Wanming na tentativa de baixar a temperatura diplomática entre os dois países. Missão difícil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A ministra Tereza Cristina e equipe discutem a possibilidade de um cavalo de pau na atual política do governo brasileiro de não formar estoques de grãos. A estratégia de deixar o mercado correr solto, sem interferência do Ministério da Agricultura por meio de leilões oficiais, tem se mostrado um tiro no pé. O alerta mais contundente vem do setor de soja. Com a escassez global do produto – devido à quebra de três milhões de toneladas da safra americana – tradings e cooperativas brasileiras têm sido forçadas a raspar o tacho e pagar caro para importar grãos e, assim, honrar contratos firmados. A falta de soja tem provocado um efeito cascata sobre os preços dos derivados. Por exemplo: nos últimos três meses, o valor médio do óleo premium subiu de R$ 9 para R$ 20 nas prateleiras dos supermercados.

… café de mais

Os produtores brasileiros de café vivem um momento de apreensão. Os negócios futuros com a commodity estão paralisados. Segundo o RR apurou junto a uma das maiores empresas do setor, grandes tradings internacionais, a exemplo de Louis Dreyfus e Cofco, vêm recebendo ordens para suspender operações de compra de café a futuro nos países produtores. O principal motivo é a crescente estiagem na oferta de crédito global para esta modalidade de negócio. Como consequência, os produtores brasileiros terão um carregamento de estoques na safra 2020/2021 bem acima do esperado, com custos de manutenção que não estavam no script. Estima-se que a queda das margens possa chegar a 30%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.11.20

O intrigante silêncio de Tereza Cristina

Agricultores (a favor) e a indústria de moagem (contra) estão incomodados com o silêncio de Tereza Cristina em relação à liberação ou não de sementes de trigo transgênico no Brasil. Até o momento a ministra apenas assiste à contenda sem dizer de que lado está.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.11.20

A “chanceler” Tereza Cristina

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, deverá ter um papel importante para reduzir a temperatura das relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos. Hoje, Tereza é a principal interlocutora entre o governo brasileiro e o embaixador norte-americano no país, Todd Chapman. O bom diálogo entre ambos foi fundamental para que, no início deste ano, os Estados Unidos suspendessem o embargo à importação de carne bovina in natura do Brasil. Na última terça-feira, não custa lembrar, Jair Bolsonaro disse que “quando a “saliva acaba, entra a pólvora”, em referência a investidas dos Estados Unidos sobre a Amazônia. Pouco depois, Chapman publicou nas redes sociais um post enaltecendo os fuzileiros navais norte-americanos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.10.20

Quem manda na Conab?

A ministra Tereza Cristina não está nada satisfeita com o processo de “takeoverização”  Tereza Cristina pelo senador Ciro Nogueira. Após garantir a transferência de José Trabulo Junior da burocrática diretoria de Gestão de Pessoas para a poderosa diretoria de Abastecimento – conforme o RR antecipou no último dia 23 de outubro -, Ciro se acertou com o Palácio do Planalto para indicar o próximo presidente da estatal. O atual titular do cargo, Guilherme Bastos, seria deslocado para a diretoria de Política Agrícola e Abastecimento. Isso se Tereza Cristina não acabar com a festa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.20

Na porta de Paulo Guedes

Na reta final do pandêmico 2020, a ministra Tereza Cristina está usando de todo o seu poder e prestígio dentro do governo na tentativa de obter uma verba adicional de até R$ 2 bilhões para a Agricultura. Algumas operações de crédito do governo para o setor estão comprometidas por falta de recursos, especialmente para o andar de baixo do agronegócio. Os principais atrasos na liberação de recursos envolvem o Pronaf, destinado à agricultura familiar, e o Pronamp Investimentos, focado no médio produtor rural.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A pedido da ministra Tereza Cristina, o Ministério da Justiça e a Polícia Federal vão fazer operações especiais para conter o contrabando de arroz na fronteira com a Argentina. Ou seja: por um perverso efeito colateral, o preço do produto tende a subir ainda mais no mercado interno.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.