fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
23.03.20

Seca é a “Covid-19” do agronegócio

A ministra Tereza Cristina tenta obter junto à equipe econômica recursos adicionais para o crédito rural, no âmbito do Plano Agrícola e Pecuário 2019/20. O objetivo é cobrir os prejuízos por conta da seca no Rio Grande do Sul, a pior em oito anos. Produtores de carne bovina, soja, leite e milho relatam perdas de 30%. Os agricultores têm outras reivindicações. Além de maior celeridade no pagamento do seguro agrícola – já acionado por cerca de 5 mil pessoas – querem rolar os empréstimos contratados em bancos públicos para a compra de sementes, defensivos e equipamentos. Vai ser difícil concorrer com a Covid-19 na disputa por verbas públicas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.03.20

Tríplice aliança ministerial

Os ministros da Agricultura, Tereza Cristina, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Cidadania, Onyx Lorenzoni, planejam criar uma espécie de gabinete interministerial para concentrar assuntos transversais às três Pastas. O assunto foi discutido durante um café da manhã na semana passada, em Brasília. Lorenzoni tem sob sua alçada o Fome Zero e o Compras da Agricultura Familiar; Marinho, Codevasf e Sudam, fontes de financiamento para a atividade rural no Nordeste, além de projetos de irrigação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.02.20

Autonomia (quase) total na Embrapa

Efetivado como presidente da Embrapa, Celso Moretti recebeu carta branca da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para trocar todos os três diretores da estatal. Ou quase carta branca, a julgar pelo espaço que a bancada ruralista tem encontrado para indicar os substitutos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.02.20

Autonomia (quase) total na Embrapa

Efetivado como presidente da Embrapa, Celso Moretti recebeu carta branca da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para trocar todos os três diretores da estatal. Ou quase carta branca, a julgar pelo espaço que a bancada ruralista tem encontrado para indicar os substitutos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Nos gabinetes do próprio Ministério da Agricultura há dúvidas se o número anunciado pela ministra Tereza Cristina para o seguro rural em 2020 – R$ 1 bilhão – será de fato consumado. A equipe econômica quer passar um ancinho e reduzir essa cifra.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.02.20

Ruralistas passam o trator na Conab

Ao regressar da Holanda, onde se encontra para “visitas a organizações representativas do setor agrícola”, o presidente da Conab, Newton Araújo Junior, deverá receber outra passagem, só que agora apenas de ida. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, sofre pressão de seus pares da bancada ruralista para demitir Araújo – indicado por ela própria para o cargo. Há severas críticas do agronegócio à sua gestão. Uma das razões da intentona ruralista é a letargia no plano de privatizações de armazéns da estatal. Há 27 centros de distribuição nas cinco regiões do país fechados desde maio do ano passado, sem que nada aconteça: nem vão a leilão nem atendem aos agricultores. Os líderes da Frente Parlamentar da Agricultura se queixam de que ruralistas dessas áreas têm sido obrigados a recorrer a empresas privadas para vender e armazenar sua produção, a custos mais altos – em alguns casos de 10% a 15%. Procurado, o Ministério da Agricultura não se pronunciou. Há também críticas duras do setor ao trabalho técnico da Conab, notadamente em relação à descalibragem das suas projeções sobre a safra agrícola do país, sobretudo no segmento de café. Equívocos recorrentes nas estimativas têm induzido o produtor rural a erro em suas projeções de custos e receitas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.20

Caminho para a Índia

Tereza Cristina deverá receber em março uma comitiva de empresários indianos do agronegócio. É mais um gesto de distensionamento nas relações comerciais entre os dois países. Por ora, aliás, só gestos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.01.20

Troca de combustível

A promessa feita pelos dirigentes da Cofco à ministra Tereza Cristina, no último mês de outubro, em Pequim, deve ser cumprida pela metade. Das quatro usinas de etanol de açúcar inicialmente colocadas sobre a mesa, por ora os chineses pretendem instalar apenas duas, provavelmente no Centro-Oeste. Não chega a ser necessariamente uma má notícia para o Brasil: a decisão estaria ligada aos planos da Cofco de acelerar sua entrada na produção de etanol de milho no país. Por baixo, é projeto para mais de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.01.20

Promessa de Putin vira picadinho

A ministra Tereza Cristina e o Itamaraty têm feito novas gestões junto ao governo russo na tentativa de eliminar de vez os embargos do país à importação de carne brasileira. Em novembro, durante a 11ª Cúpula dos Brics, Vladimir Putin comprometeu-se com Jair Bolsonaro a enviar uma equipe de técnicos para avaliar as condições sanitárias de frigoríficos no Brasil. Por ora, nada aconteceu. Desde 2017, o governo Putin impõe restrições à compra de carne brasileira alegando ter encontrado vestígios do aditivo ractopamina em amostras do produto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, invadiu terras alheias. Sem cerimônia, trabalha para emplacar Bruno Rios, funcionário de carreira da Anvisa, na diretoria da agência. Pautas de interesse da Agricultura passam pelo órgão regulador, como a liberação de agrotóxicos. Rios não é o candidato de Luis Mandetta, ministro da Saúde, em tese a quem cabe nomear os diretores da Anvisa. Mas Tereza está convicta de que leva essa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.