fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.10.21

Bancada evangélica perde a fé em Girão

O senador Eduardo Girão, um dos próceres da bancada evangélica, tem sido duramente cobrado nos bastidores por colegas parlamentares e por líderes religiosos, a exemplo do pastor Silas Malafaia. O motivo é a omissão de Girão diante da demora do Senado em marcar a sabatina de André Mendonça para o STF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.09.21

Alcolumbre não está para peregrinação

Silas Malafaia e outros líderes religiosos que se reuniram com Rodrigo Pacheco, na semana passada, estão levando uma canseira de Davi Alcolumbre. Tentam, sem sucesso, agendar um encontro com o senador. O motivo é o mesmo: André Mendonça. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Alcolumbre vem cozinhando em água morna a data da sabatina de Mendonça para o STF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.08.21

Streaming nas nuvens

A Assembleia de Deus Vitória em Cristo, do célebre Silas Malafaia, estuda lançar sua própria plataforma de streaming, que seria recheada de cultos e séries bíblicas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.04.21

Culto ao presidente

O bispo Silas Malafaia estaria articulan do um evento das igrejas evangélicas em apoio a Jair Bolsonaro. Na prática, seria um agradecimento à “bênção” dada por Bolsonaro, que perdoou R$ 1,4 bilhões em dívidas de templos religiosos. Antes do culto ao presidente, no entanto, Malafaia terá de se recuperar da Covid-19, diagnostica na semana passada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.10.20

Bolsonaro pede bênção para indicar ministro do Supremo

Há uma corrente de fé em torno da indicação do juiz federal William Douglas dos Santos para a próxima vaga do STF, em 2021, em substituição a Marco Aurelio de Mello. Nos últimos dias, segundo fonte do Palácio do Planalto, seu nome foi fervorosamente defendido junto a Jair Bolsonaro pelo bispo Edir Macedo e pelo missionário RR Soares, líderes, respectivamente, da Igreja Universal do Reino de Deus e da Igreja Internacional da Graça de Deus. Significa dizer que o nome de Santos tem a bênção de dois dos principais pilares da base de Bolsonaro entre os evangélicos. Ambos têm crédito junto ao presidente. Exercem, inclusive, um papel estratégico de defesa permanente do “bolsonarismo” em contraste, por exemplo, com o pastor Silas Malafaia, que, desde o início do governo, mantém uma relação de tapas e beijos com Bolsonaro. William Douglas dos Santos, membro da Igreja Batista, é bem  próximo de RR Soares. No ano passado, esteve junto com ele em um encontro com Bolsonaro e a chamada bancada da Bíblia, quando se discutiu a possibilidade de extinção total de tributos para as organizações religiosas. Não por coincidência, este é um dos fatores que alimentam o lobby pró-Santos entre os evangélicos. Sua presença no STF aumentaria a possibilidade da Corte analisar a isenção tributária plena para as Igrejas, tema juridicamente controverso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.10.20

Cruz credo

A relação entre o clã Bolsonaro e o pastor Silas Malafaia azedou de vez. Eduardo Bolsonaro tem feito fortes ataques ao líder religioso nos bastidores, desqualificando a lista tríplice de sugestões que ele apresentou para o STF. Não é a primeira vez que o “03” e Malafaia se estranham. O pastor já disse que Eduardo ajudaria mais o governo do pai se “parasse de falar asneiras”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.07.20

A cloroquina é o meu pastor…

Chegou a Jair Bolsonaro a informação de que líderes evangélicos como Silas Malafaia e o deputado Marco Feliciano estavam organizando um culto virtual para orar pela saúde do presidente. Rapidamente, Bolsonaro freou a manifestação de fé: seria muito barulho por causa de uma “gripezinha”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.20

Empurrãozinho divino

O pastor Silas Malafaia conta com a intervenção de Jair Bolsonaro junto à Polícia Federal para acelerar as investigações sobre o vazamento de seus dados pessoais. Endereços e números de cartões de crédito do líder religioso foram expostos na internet, supostamente pelo grupo internacional de hackers Anonymous. A julgar pela reunião ministerial de 22 de abril, Malafaia não vai esperar muito: familiares e amigos são prioridade na PF de Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.03.20

Fala abençoada

As palavras de Jair Bolsonaro contra a “histeria” não reverberam só entre sua claque no eleitorado. Dois importantes empresários do setor de shoppings manifestaram reservadamente ao presidente apoio ao seu discurso pela reabertura do comércio.

O pastor Silas Malafaia foi uma das pessoas com quem Jair Bolsonaro conversou antes do controverso pronunciamento à nação da semana passada. Pouco depois, não por coincidência, Malafaia foi ao Twitter para dar sua “benção” à fala do Capitão: “Bolsonaro detonou!”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Gilberto Kassab tem fé que consegue unir Henrique Meirelles e Silas Malafaia. O ministro tem circulado com desenvoltura entre os evangélicos e Malafaia está “órfão” desde a saída de Jair Bolsonaro do PSC.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.