fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
14.10.19

Guerra das “maquininhas”

A Rede, leia-se Itaú, vai recorrer ao Cade e à Justiça contra a GetNet, leia-se Santander. Uma fonte ligada à empresa informou ao RR que a disposição interna é partir para a guerra. A Rede acusa a GetNet de concorrência desleal por conta de um aplicativo recém lançado, que promete um arrastão sobre a clientela alheia. A tecnologia permite a portabilidade de estabelecimentos comerciais e pessoas físicas que utilizem “maquininhas” de cartão de outras operadoras. Ao anunciar a novidade, o presidente da GetNet, Pedro Coutinho, disse que queria provocar a concorrência. Já conseguiu.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.09.19

Bandeira branca

O Santander negocia um acordo para encerrar o contencioso com os Pentagna Guimarães. O clã, dono do Banco BS2, decidiu exercer a opção de venda da sua participação de 40% na financeira Olé para os espanhóis. Mas levou o caso à Justiça por discordâncias em relação ao valor. A diferença entre o que um diz que tem a receber e o outro a pagar passa dos R$ 800 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.07.19

O Olé do Santander

O BS2, ex-Bonsucesso, está exigindo na Justiça a contratação de um novo laudo de avaliação da Olé, a financeira da qual é o sócio ao lado do Santander. Já teria, inclusive, apresentado em juízo três propostas para a realização do serviço – uma delas seria do Credit Suisse. O BS2 decidiu exercer a opção de venda dos seus 40% para os espanhóis. No entanto, acusa o Morgan Stanley, contratado pelo Santander, de ter feito uma avaliação da Olé sob medida para os ibéricos, jogando o preço do ativo lá embaixo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.06.19

60 mil pagantes e uma empreiteira inadimplente

Os movimentos do Grêmio para a compra de sua Arena junto à OAS têm esbarrado nos credores da empreiteira. Santander, Banco do Brasil e Banrisul exigem uma série de garantias para autorizar a operação. A OAS deve aos bancos mais de R$ 150 milhões referentes à construção do estádio. O Grêmio tenta fechar acordo com um grande fundo de investimento que assumiria o passivo. O contrato original prevê que a Arena só passará para o controle do clube em 2032. No entanto, o tricolor gaúcho tenta mandar o acordo para escanteio e assumir a propriedade o quanto antes devido ao esfarelamento financeiro da OAS, em recuperação judicial.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.05.19

Crédito rural

O Santander é o banco que mais tem pressionado o governo a autorizar instituições financeiras privadas a oferecerem crédito rural com juros subsidiados. A carteira de financiamento agrícola dos espanhóis no país deve passar dos R$ 20 bilhões neste ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.05.19

Bancos disputam a pole position no Autódromo do Rio

Três grupos financeiros disputam a condição de financial adviser do projeto de construção do novo autódromo no Rio de Janeiro: Credit Suisse, Santander e Rothschild. A negociação em curso com a Liberty Media previa que o circuito estivesse pronto no início do ano que vem, para uso a partir de 2021. Mas, diante da demora do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, em topar a empreitada – as conversas com os governos estadual e federal foram mais fluídas), os organizadores brasileiros reviram as projeções. Estimam que o autódromo ficará pronto no segundo semestre de 2020. O investimento é de R$ 850 milhões. A construtora que tocará a obra é a espanhola Acciona.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.04.19

Dedo do gatilho

O Santander está prestes a fechar a compra da participação de 40% do BS2 (ex-Banco Bonsucesso) na Olé Financeira. É só o começo: com 100% do controle, os espanhóis pretendem usar a Olé como ponta de lança para a aquisição de fintechs da área de crédito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.08.18

Fintechs

Por meio do fundo Santander InnoVentures, o banco espanhol tem cerca de R$ 300 milhões para montar um cinturão de fintechs no Brasil. Os primeiros R$ 50 milhões já caíram na conta da Creditas, plataforma de empréstimos. Há outros 20 projetos sobre a mesa dos espanhóis neste momento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.08.18

Modéstia a parte

O Santander, que alardeou a abertura de 80 agências no Brasil ao longo deste ano, terá um 2018 mais modesto. Puxa daqui, aperta dali, deverá parar nas 60 inaugurações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.06.18

2019

O Santander está incubando o IPO da Getnet, sua credenciadora de cartões. Mas é projeto só para 2019

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.