fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Ri Happy

Relacionados

23.06.21

Sem brincadeiras

A SPX Capital estuda a venda da “sua” participação na rede de lojas de brinquedos Ri Happy. O ativo faz parte da carteira de fundos do Carlyle no Brasil, cuja gestão passou às mãos da SPX.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.07.19

Uma pedra a menos no caminho do Carlyle

O encruado IPO da Ri Happy, enfim, deve sair do papel. Um empurrão fundamental para a abertura de capital veio na semana passada, com a decisão do Carf, que isentou a rede varejista de uma autuação da Receita Federal e limpou o balanço da empresa de um passivo potencial de R$ 135 milhões. O Carlyle, controlador da Ri Happy, agradece. Nas conversas mantidas entre a gestora e potenciais investidores, a incerteza quanto à dívida sempre foi tratada como um fator de preocupação e um entrave à oferta de ações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.11.17

O Plano B do Carlyle

O IPO da Ri Happy é uma boa notícia dentro de uma má notícia. Por quase um ano, o Carlyle tentou vender parte do capital da rede de lojas de brinquedos. Nenhum candidato chegou ao valor pedido pelos norte-americanos. “Restou” o caminho da bolsa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.