fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
19.01.21

A cara desse governo

Circula no Ministério da Saúde a informação de que o governo cogitou contratar Regina Duarte como garota-propaganda da campanha de vacinação, com foco na população da terceira idade. No entanto, sua turbulenta saída do governo falou mais alto e a ideia, até segunda ordem, foi arquivada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.06.20

Cenas finais?

Cineastas, atores e funcionários da Cinemateca Brasileira preparam uma manifesto contra a ameaça de fechamento do órgão. Ao menos dessa, Regina Duarte escapou, uma vez que o governo parece ter desistido de indicá-la para o comando da Cinemateca.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.05.20

Os outros “óbitos” da pandemia

Com o coronavírus e a interrupção de todas as produções, a indústria cinematográfica brasileira já soma algo em torno de duas mil demissões. Um problema a mais para o ator Mario Frias ou quem quer que venha a ser o sucessor de Regina Duarte na Secretaria de Cultura, por ora ainda acéfala.

Somente nas últimas duas semanas, o Vale dos Sinos (RS), um dos maiores polos calçadistas do país, acumula quase três mil demissões. Os maiores cortes foram feitos pelas fabricantes Via Uno e Picadilly. Consultada, esta última confirma as demissões, “devido ao grande impacto negativo na economia, causado pela pandemia”.

Sem as receitas de bilheteria e com a suspensão dos pagamentos da TV, os cartolas já calculam que o número de demissões nos clubes das Séries A e B deve chegar a 800 até junho. Dito assim, pode soar “pouco”, mas há casos de agremiações de menor porte que devem dizimar até 50% dos funcionários.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.05.20

Rainha da Suástica

A polêmica entrevista à CNN, permeada com frases como “Na humanidade não para de morrer gente”, rendeu a Regina Duarte uma nova e pesada alcunha nas redes sociais: “Rainha da Suástica”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.20

Rainha da sucata

A que ponto chegou Regina Duarte… Um dos mais empenhados na sua fritura é o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, acusado de ser o “dono” do laranjal de candidaturas do PSL. Antonio, a quem a Secretaria de Cultura está subordinada, tem despachado diretamente com o segundo escalão como se Regina sequer existisse.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O presidente Jair Bolsonaro já discute com auxiliares opções para substituir Regina Duarte na Secretária de Cultura. Um dos nomes ventilados é o de Ygor Siqueira, um dos maiores produtores e distribuidores de filmes evangélicos do país. A indicação teria sido soprada ao pé do ouvido de Bolsonaro por Edir Macedo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.20

Audiência zero

São diminutas as chances da TV Escola, desativada por Abraham Weintraub, voltar ao ar. Regina Duarte, que manifestou a intenção de assumir o projeto, ainda não moveu um dedo para isso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.03.20

Distância da Cultura

Regina Duarte sugeriu a Jair Bolsonaro que a Secretaria da Cultura seja diretamente vinculada à Presidência da República. Deve ficar só na vontade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.03.20

Mil e uma utilidades

O Palácio do Planalto quer aproveitar a secretária/atriz Regina Duarte nas próprias campanhas publicitárias das ações do governo na área cultural. Não tem nem comparação com Roberto Alvim, o “artista” que a antecedeu no cargo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Damares Alves quer assumir a TV Escola, que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tanto despreza, e transformá-la em uma espécie de TV Família – seja lá o que isso quer dizer. Já conversou com Regina Duarte sobre a possibilidade de abrigar produções artísticas desenvolvidas pela área de Cultura do governo. Neste caso, o que Damares quer não é exatamente conteúdo, mas, sim, beliscar a verba da Secretaria alheia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.