Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
31.10.17
ED. 5736

Unificação de fundos

Na paralela do processo de privatização da Eletrobras, o governo articula a unificação dos fundos de pensão do grupo, com a fusão da Eletros, Real Grandeza, Fachesf e Previnorte.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 A “reforma da previdência” vai começar pelos fundos de pensão do setor elétrico, que têm acumulado recorrentes déficits atuariais. O governo costura a fusão do Real Grandeza (Furnas), Eletros (Eletrobras), Fachesf (Chesf) e Previnorte (Eletronorte). O assunto é conduzido pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. A associação daria origem a uma fundação com R$ 15 bilhões de patrimônio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.04.16
ED. 5355

Real Grandeza

 Os poucos deputados da Comissão de Ética da Câmara que fazem oposição a Eduardo Cunha querem aproveitar o depoimento de Fernando Baiano, hoje, para questioná-lo sobre as ligações do parlamentar com o Real Grandeza. Consta que o fundo de pensão estava na “jurisdição” do lobista do PMDB.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 São cada vez maiores as chances de que o Credit Suisse assuma a gestão dos ativos do Banco Santos. O Centrus, um dos principais credores da antiga casa bancária de Edemar Cid Ferreira, já sinalizou ser favorável à proposta apresentada pelos suíços em julho. A posição do fundo de pensão do BC , inclusive, causou estremecimento nas relações com outros dois credores do Banco Santos, o Real Grandeza e o Postalis, ambos contrários à proposta do Credit Suisse. Desde a liquidação, os três fundos de pensão sempre votaram juntos. Pelo jeito, o pacto informal acabou

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.