fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
23.08.21

Um sarapatel difícil de temperar na política baiana

Durante a sua passagem por Salvador nos próximos dias 25 e 26, Lula deverá dedicar parte do seu tempo a encontros com lideranças do PSD. A aliança do PT com o partido na Bahia está abalada, devido aos movimentos no tabuleiro eleitoral para 2022. A disposição dos petistas de lançar o atual governador, Rui Costa, à disputa pelo Senado esbarra com a candidatura à reeleição do senador Otto Alencar, do PSD. Ou é um ou é outro. Ou, então, cada partido para o seu lado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.08.21

O K da questão

Lula estaria conversando diretamente com Gilberto Kassab sobre uma possível aliança entre o PT e o PSD em Minas Gerais. As tratativas entre os dois partidos vão e voltam, voltam e vão, sem nunca sair do lugar. A maior dificuldade é convencer o prefeito Alexandre Kalil, candidato ao governo de Minas em 2022. Kalil tem dito reiteradamente que não colocará a “estrela do PT no peito”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.08.21

Todos os olhos sobre Lula

Existe uma preocupação dentro do PT com o esquema de segurança nas viagens de campanha de Lula. Há quem defenda um reforço, desde já, no aparato que acompanha o ex-presidente. A medida seria adotada já nas visitas que Lula fará ao Piauí, Pernambuco, Maranhão e Paraíba a partir desta semana. Um dos receios entre os petistas é que pessoas sejam infiltradas em comícios e outro eventos públicos por grupos ou forças políticas contrárias para criar tumulto e perturbação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.08.21

Portas fechadas para os “petralhas”

Em meio a uma nova onda de indicações do Centrão, o governo Bolsonaro resolveu adotar critérios mais rígidos nas nomeações para cargos de confiança de nível superior. Não exatamente movido por regras de governança ou austeridade, mas, sim, por razões de ordem ideológica. Segundo informações filtradas da Casa Civil, nomes que exerceram função comissionada em governos do PT ou foram filiados a partidos que não da base aliada estão fora do game. Trata-se de um rigor não visto ao longo do mandato. Tanto que ao fim de 2019, por mais estranho que possa soar, havia 587 filiados do PT em funções de livre escolha na esfera federal. Procurada, a Casa Civil não quis se manifestar sobre o assunto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.21

O papel de Costa

O governador da Bahia, Rui Costa, está cotado no PT para assumir a coordenação da campanha de Lula em 2022. O senão é a sobreposição geoeleitoral: Costa tem peso político onde Lula menos precisa, no Nordeste.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.07.21

Sempre Dirceu

José Dirceu está a pleno vapor, na linha de frente das articulações das alianças estaduais do PT. Dois locais em especial têm merecido
maior atenção do ex-ministro: Ceará e Pernambuco, devido às arestas, respectivamente, com o PDT e o PSB.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.07.21

Dilma, a itinerante

No PT, já se cogita uma nova candidatura de Dilma Rousseff ao Senado em 2022. Um dos cenários aventados é a ex-presidente concorrer pelo Rio Grande do Sul ou pelo Rio de Janeiro – em 2018, ela foi derrotada na disputa pelo Senado por Minas Gerais. O “x” da questão é se Dilma mais ajudaria ou atrapalharia a candidatura Lula. O RR considera que atrapalha.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.06.21

Mão única

A costura de um possível apoio do PT à candidatura de Alexandre Kalil (PSD) ao governo de Minas travou. Kalil topa ter os petistas no seu palanque. Mas, não se compromete em apoiar Lula na corrida à Presidência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.21

PT do Rio pode rachar

O iminente apoio de Lula à candidatura de Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio está provocando fortes reações de uma ala do PT do Rio, liderada por André Ceciliano, presidente da Assembleia Legislativa. Ceciliano já teria confidenciado a alia dos a disposição de deixar o partido para disputar o governo do estado por outra legenda em 2022.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.21

Do próprio veneno

O RR teve a informação de que deputados goianos de oposição a Ronaldo Caiado vão apresentar um projeto de lei para obrigar o governo estadual a divulgar o valor gasto com cada peça de propaganda oficial. Tem pinta de provocação: quando era deputado federal, durante a gestão do PT, Caiado propôs um projeto semelhante, que acabou não sendo levado adiante no Congresso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.