fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
02.06.20

As “vítimas” da pandemia na CSN

A CSN estaria preparando um pacote de demissões em Volta Redonda que pode atingir cerca de 1,5 mil trabalhadores, segundo informações filtradas junto ao Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense. Os cortes teriam início logo após a assinatura do acordo de PPR (Programa de Participação nos Resultados), ainda em negociação com os funcionários. Seria a primeira grande leva de demissões do setor siderúrgico desde o início da pandemia. Procurada, a CSN não se pronunciou. A tensão em Volta Redonda vem aumentando desde a semana passada, quando a siderúrgica de Benjamin Steinbruch concluiu o processo de abafamento do alto forno – procedimento que costuma anteceder paradas de produção. É mais um indício de que a empresa deverá interromper a operação do equipamento, responsável por cerca de 35% da atividade local. Ressalte-se que a CSN já vem de um prejuízo da ordem de R$ 1,3 bilhão no primeiro trimestre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.