fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
14.12.21

Prêmio de consolação

A vaga no STF não veio. Mas Jair Bolsonaro cogita indicar o PGR Augusto Aras para o STJ.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.21

“Procrastinador” Geral da República

Entre os ministros do STF, a interpretação é que o documento enviado pelo PGR Augusto Aras, com 10 pedidos de providências a serem adotados a partir do relatório da CPI da Covid, tem um objetivo claro: postergar ao máximo a abertura de qualquer inquérito com base nas conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.11.21

Um passo atrás na reforma trabalhista

Rodrigo Janot “voltou”. A Ação Indireta de Inconstitucionalidade 5766, recém-aprovada pelo STF, foi elaborada, da primeira à última linha, por um grupo de procuradores do trabalho que integravam a assessoria de Janot na PGR. A Adin em questão barrou um dos pontos mais controversos da reforma das leis trabalhistas sancionada no governo Temer. Trabalhadores que ajuizarem ações e tiverem direito à gratuidade de justiça não terão mais a obrigação de pagar honorários periciais e de sucumbência em caso de derrota.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.10.21

Um anti-Aras no caminho dos Bolsonaro

Ainda que por vias indiretas, o inquérito que vai apurar a suposta atuação de Michelle Bolsonaro para favorecer empresas de amigos junto à Caixa Econômica caiu em “mãos inimigas”. O procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro, responsável pelas investigações, tem um histórico de oposição ao PGR Augusto Aras, próximo à família Bolsonaro. Em setembro do ano passado, ele deixou a força-tarefa da Greenfield após o desmonte da Operação conduzido pelo próprio Aras. Na ocasião, Cordeiro publicou uma carta aberta e fez duras críticas à falta de estrutura para as investigações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.21

Os olhos e ouvidos de Aras

A subprocuradora Maria Caetana Cintra Santos subiu alguns degraus na escala de Poder do Ministério Público. Nome de confiança de Augusto Aras, tem sido uma espécie de ponte auxiliar do PGR junto ao STF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.21

Procurador dos Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro estaria recorrendo aos conselhos de Augusto Aras sobre as investigações contra Flavio Bolsonaro. Procurados, a Presidência e o PGR não se pronunciaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.09.21

Caneta de Aras ganhou mais tinta

Augusto Aras pretende, enfim, acelerar o fechamento de unidades do Ministério Público em municípios menores. Mesmo com o parecer favorável de órgãos técnicos da PGR, Aras deixou o assunto em banho -maria devido às resistências no MPF. Agora, com o mandato renovado, chegou a hora de tirar o projeto do papel. Procurada, a PGR informou que “o assunto é objeto de discussão no Conselho Superior do MPF.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.21

O Fla-Flu na PGR

Augusto Aras, é “pop”. Durante sua sabatina, na última terça-feira, a ouvidoria do Senado recebeu 335 perguntas de internautas endereçadas a Aras. Foi o maior número de interações em eventos desse tipo nos últimos dois anos. Para efeito de comparação, na sabatina de Kassio Nunes para o STF, em outubro de 2020, o Senado contabilizou 228 questionamentos. Em tempo: a julgar pelas perguntas, Aras levou a polarização das eleições de 2022 para a PGR. Ele tem a simpatia de “bolsonaristas” e a ojeriza dos “anti Bolsonaro”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.07.21

Pacto Anti-Aras na Procuradoria do Trabalho

Segundo o RR apurou, os três candidatos ao posto de procurador-geral do Trabalho teriam firmado um pacto entre si: quem ficar em segundo ou terceiro na lista tríplice que será encaminhada ao PGR, Augusto Aras, não deverá aceitar uma eventual indicação ao cargo. Ou seja: os dois derrotados na eleição marcada para o próximo dia 3 endossarão a escolha pelo nome mais votado. Estão no páreo os procuradores Margaret Matos e Márcio Amazonas e o sub-procurador Geral do Trabalho, José Lima, sub-procurador-geral do Trabalho. O pacto tem endereço certo. Aras, como se sabe, não é muito afeito a essas coisas: assumiu e foi reconduzido à PGR sem sequer constar da lista tríplice do Ministério Público.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.06.21

O intrincado xadrez do Ministério Público

A eleição para o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSM-PF), na semana passada, transformou a subprocuradora Maria Caetana Cintra Santos no fiel da balança do colegiado. Com a vitória dos subprocuradores Carlos Frederico Santos e Hildemburgo Chateaubriand, Augusto Aras passou a ter quatro aliados no CSMPF, mesmo número de conselheiros que fazem a oposição a ele. Para virar o jogo de vez, terá de buscar o apoio de Maria Caetana. Fácil não é. A subprocuradora é tida como uma esfinge por seus colegas: ora, vota alinhada a Aras; ora, na mão contrária ao PGR.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.