fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
22.04.22

Um risco a mais para o agronegócio

Como se não bastassem os efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia, surge uma nova ameaça ao suprimento de fertilizantes para o agronegócio brasileiro. Segundo relato de um empresário do setor ao RR, grupos agrícolas já encontram dificuldade para comprar rocha fosfática do Peru, um importante fornecedor para o Brasil. Em meio aos protestos que têm chacoalhado o país andino, o governo do presidente Pedro Castillo vem sendo pressionado por agricultores locais a reduzir as vendas do insumo para dar prioridade ao mercado doméstico.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.03.22

Estrada no acostamento

Segundo informações filtradas do Ministério da Infraestrutura, as tratativas com o governo do Peru para a construção de uma rodovia ligando o Acre à cidade de Pucallpa foram suspensas. O projeto foi abalroado pela crise política no país vizinho – o presidente Pedro Castillo enfrenta um processo de impeachment. Má notícia: a Pasta da Infraestrutura considera o empreendimento estratégico, por dar ao Brasil uma saída logística para o Oceano Pacífico.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.02.22

Brasil e Peru trafegam na rodovia da discórdia

Segundo o RR apurou, no encontro marcado para a próxima quinta-feira, Jair Bolsonaro e o presidente do Peru, Pedro Castillo, deverão assinar uma espécie de memorando de entendimentos em torno de um projeto polêmico: a construção da estrada que ligará o Acre ao país vizinho. Do lado de cá da fronteira, o empreendimento enfrenta forte oposição de ambientalistas: o traçado da rodovia cruza o Parque Nacional da Serra do Divisor. No país vizinho, por sua vez, o investimento esbarra na resistência do Congresso peruano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.01.22

“Foro de São Paulo”

Autoridades diplomáticas do Peru abriram tratativas com o Itamaraty para uma visita do presidente Pedro Castillo ao Brasil. Em pauta, projetos na área de infraestrutura e segurança na fronteira entre os dois países. A questão é convencer Jair Bolsonaro a receber o “comunista” Castillo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.09.21

Peru trava corredor logístico para o Pacífico

Um dos principais projetos do Ministério da Infraestrutura para a Região Norte corre o risco de parar no acostamento. Trata-se da extensão de 152 quilômetros da BR-364 até o Peru, mais precisamente à cidade de Pucallpa. Segundo o RR apurou, o governo peruano, do presidente de esquerda Pedro Castillo, tem demonstrado objeção em levar o empreendimento adiante.

Há uma forte pressão de ONGs locais voltadas à causa indigenista contra o investimento. O traçado do projeto prevê um corredor logístico dentro do Peru cortando reservas indígenas. Sem a garantia de conexão com a malha viária peruana, do lado brasileiro a extensão da BR-364 até a fronteira perderá seu maior sentido: abrir uma nova rota para o Pacífico.

Esse quebra-cabeças rodoviário é fundamental para permitir o escoamento de grãos pelo porto de El Callao, no Peru, com destino, sobretudo, ao mercado asiático. Como se não bastasse a questão indígena, os recentes solavancos nas relações entre Brasil e Peru também jogam contra o projeto. Com Castillo no Poder, o diálogo bilateral tem sido sinuoso. Basta lembrar o que o presidente peruano fez na Assembleia Geral da ONU na última terça-feira Castillo abandonou o local assim que Jair Bolsonaro iniciou seu discurso.

Enquanto tenta desentortar essa estrada, o Ministério da Infraestrutura segue com os estudos do empreendimento. Procurada, a Pasta informou que o “o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está elaborando os projetos básico e executivo para abrir um traçado de 152 quilômetros”. Também consultado, o Ministério das Relações Exteriores não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.06.21

Diplomacia do confronto

No Palácio do Planalto, a recomendação para que Jair Bolsonaro atacasse a vitória de Pedro Castillo, candidato da esquerda à Presidência do Peru, antes mesmo da proclamação do resultado, é atribuída ao olavista Filipe Martins, assessor especial para assuntos internacionais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.