fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
28.01.19

Congresso de Ibiúna

Derrotada nas urnas, a esquerda tenta dar sinais de vida pelo campo das ideias. As fundações Perseu Abramo (PT), Maurício Grabois (PCdoB), João Mangabeira (PSB) e Lauro Campos (PSOL) articulam a formação de uma frente programática. Já ocorreram duas reuniões. O “acordão ideológico” deve até sair. O diacho será dar alguma consequência prática a ele.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.12.18

Teste de audiência

O PT costura com o PCdoB uma série de atos nas principais capitais brasileiras em janeiro, logo após a posse de Jair Bolsonaro. A bandeira das manifestações será a defesa da CLT – Bolsonaro tem pregado uma flexibilização ainda maior das leis trabalhistas. Em tempo: os protestos teriam a função colateral de testar a capacidade do PT de ainda elevar a temperatura das ruas.

Por ora, no entanto, o PT não consegue mobilizar sequer as centrais sindicais. A CUT, apêndice histórico do partido, está dentro. No entanto, Força Sindical, UGT e CTB relutam em participar das manifestações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.10.18

Hospedeiro

A deputada Luciana Santos, presidente do PCdoB, desautorizou qualquer conversa para uma possível fusão com o PSB. Mesmo com a derrota eleitoral, a líder dos comunistas defende com unhas e dentes que o partido siga como um satélite do PT.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.10.18

Comunistas com Maia

Líder do PCdoB na Câmara, Orlando Silva já afiançou o apoio do partido à reeleição de Rodrigo Maia para a presidência da Casa. Não é nada, não é nada, são nove votos garantidos para Maia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.09.18

Sístoles e diástoles

O fim de semana foi marcado por tensos debates entre as cúpulas do PT e do PCdoB. À luz do dia, os comunistas cumpriram o rito e soltaram uma nota defendendo a candidatura Lula; nos bastidores, no entanto, a presidente do partido, Luciana Santos, subiu a pressão para que os petistas oficializem a substituição do ex-presidente por Fernando Haddad. Principal articuladora da aliança com o PT, Luciana defende que Manoela D ́Ávila entre rapidamente em cena como candidata a vice de Haddad.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.06.18

PCdoB escolhe “vice de festim”

O anúncio do nome do sindicalista Adilson Araujo como vice na chapa de Manuela D’Ávila é tratado dentro do próprio PCdoB como um factoide da cúpula do partido. O real objetivo seria valorizar o “passe” de Manuela, já visando uma eventual aliança com o PT, seja quem for o seu candidato, ou com Ciro Gomes

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.05.18

Ordem de grandeza

Parece até fake news, mas ontem à noite, a Frente Brasil Popular ainda se digladiava pelo mote da manifestação convocada para hoje na Av. Paulista. O PCdoB quer marcar o protesto com o “Fora Parente”; já o PT não abre mão do “Lula Livre”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.05.18

Coalizão nascente

Nem Lula; nem candidatura própria. Uma parte do PCdoB visualiza um terceiro cenário para as eleições: Manuela D ́Ávila como vice de Ciro Gomes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.05.18

França se fixa no centro

O governador Márcio França detonou a articulação do PSB para uma aliança com o PCdoB e o PDT em São Paulo. Pesquisa encomendada pelo seu staff mostrou que a coalizão entortaria demasiadamente sua campanha para o campo da esquerda, tirando votos dele e do seu candidato à Presidência, Geraldo Alckmin.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.04.18

PT e PCdoB combinam suas peças

PT e PCdoB estão alinhavando possíveis modelos de aliança para as eleições. O formato que começa a ganhar corpo prevê a candidatura de Manuela D ́Ávila não à Presidência da República, mas, sim, ao governo do Rio Grande do Sul. Manuela encabeçaria a chapa única de uma frente da esquerda no estado, que teria ainda o PSOL. O PT retiraria, então, o nome de Miguel Rossetto, pré-candidato ao governo gaúcho. Em contrapartida, o PCdoB não lançaria uma chapa própria para concorrer à Presidência, apoiando o candidato do PT.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.