Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
12.11.18
ED. 5992

A escalada de Amôedo

Há uma corrente no Partido Novo que prega, desde já, a candidatura de João Amôedo à Prefeitura do Rio, em 2020. O entendimento é que Amôedo “ganharia” até na derrota, aumentando o seu recall para uma nova disputa presidencial em 2022.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.08.18
ED. 5932

Partido Novo e dos ricos

Nada é por acaso em política. O barulho em torno da declaração de bens do presidenciável João Amôedo virou munição eleitoral para o Partido Novo. Em uma estratégia arriscada, pelas mais diversas circunstâncias, a sigla pretende fazer da exibição da fortuna de seus principais candidatos uma bandeira de campanha. A ideia é explorar o discurso do disclosure e da transparência e usar a exposição das cifras como um diferencial em relação aos “políticos profissionais”. Além dos R$ 425 milhões apresentados por João Amôedo ao TSE, o candidato ao governo do Rio e ex-presidente da CVM, Marcelo Trindade, declarou um patrimônio de R$ 82 milhões. Já o ex-líder do Vem pra Rua, Rogério Chequer, que disputará o governo de São Paulo, é o “remediado” do Partido Novo: R$ 9 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18
ED. 5929

Monólogo

João Amoedo já tem um plano B caso seja barrado dos próximos debates na TV. O candidato do Partido Novo pretende fazer transmissões ao vivo na internet, com a presença de entrevistadores e convidados, no mesmo horário em que seus adversários estiverem se digladiando na televisão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.04.18
ED. 5855

Ou vai ou racha

João Amoedo, candidato do Partido Novo à Presidência, tem uma conversa com Bernardinho agendada para a próxima semana. Na sigla, o encontro é tratado como decisivo para a candidatura ou não do treinador ao governo do Rio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.03.18
ED. 5835

Banco de reservas

O vereador Leandro Lyra está aquecendo na beira da quadra. É hoje o nome mais cotado para ser o candidato do Partido Novo ao governo do Rio caso Bernardinho desista da disputa. Lyra carrega como troféu o fato de ter sido o vereador mais jovem a ser eleito no Rio de Janeiro, com 24 anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.03.18
ED. 5827

La meme chose

A julgar pelo programa de campanha – uma agenda liberal com ênfase em uma ampla privatização – o Partido Novo, de João Amoedo e Gustavo Franco, segue o Partido Social Liberal, de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.03.18
ED. 5816

O ônus de um empresário-candidato

Os executivos da “pacata” Lojas Zema – controlada pelo pré-candidato do Partido Novo ao governo de Minas, Romeu Zema Neto – já dão como certo que a rede varejista experimentará um bombardeio de intrigas, suspeições e ataques sem precedentes. Um dos flancos que mais causam preocupação é a Justiça do Trabalho. Zema Neto já teve uma amostra do que lhe espera durante a campanha: nesta semana, seu nome apareceu associado a um suposto esquema de fraude na concessão de passaportes italianos a brasileiros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.02.18
ED. 5815

Festa!

Virou festa: o ex-tenista Gustavo Kuerten é o sonho de consumo do Partido Novo para disputar o Senado por Santa Catarina.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.02.18
ED. 5814

Ímpeto reduzido

A intervenção federal no Rio reduziu o ímpeto de Bernardinho em concorrer ao governo do estado. O Plano A, B ou C é ser vice de João Amoedo, candidato do Partido Novo à Presidência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.02.18
ED. 5799

Quem dá mais pela “voz” das ruas?

O passe de Carla Zambelli, líder do movimento “Nas Ruas”, está disputadíssimo. Mesmo com um pé no Partido Novo, a ativista tem sido assediada pelo PSDB e pelo DEM. Carla deverá se candidatar à Câmara dos Deputados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.01.18
ED. 5784

“Meu nome é Amoedo”

O “desconhecido” João Amoedo, candidato do Partido Novo à Presidência da República, prepara uma peregrinação por todos os estados brasileiros a partir de fevereiro. Sua primeira missão é mostrar aos eleitores que existe.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.01.18
ED. 5778

Namoro do Partido Novo

O Partido Novo namora José Galló, CEO da Renner e um dos mais prestigiados executivos do país. A rigor, a sigla já tem pré-candidato ao governo gaúcho, Mateus Bandeira, mas Galló seria um nome para chacoalhar as urnas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.12.17
ED. 5769

Gustavo Franco já está em campanha… para 2022

Não será ainda em 2018, tudo indica. Mas, em 2022, está escrito: Gustavo Franco entrará firme na disputa por uma vaga no Congresso Nacional. O seu ingresso como evangelizador do Partido Novo não teria sido por mero diletantismo. Gustavo traça passo a passo o caminho que idealizou para si mesmo. Quer ser o Roberto Campos da terceira década, o “Gugu Wild” no lugar do gigantesco “Bob Fields”.

A diferença entre a dimensão histórica dos dois personagens é, sem dúvida, everéstica. Mas os tempos também são outros. Hoje, para mencionar apenas um exemplo diminuto, no lugar dos idiomas do latim e do grego estudados no antigo Ensino Clássico, perde-se tempo na internet. Gustavo Franco gira a ampulheta com sofreguidão. Assumiu a bandeira liberal de Campos à perfeição da sua semelhança. Exagera nos pleitos, carrega nas ironias, se esforça para mostrar erudição e apresenta uma produção livresca que vai bem além das derivações sobre os tratados de macro e microeconomia.

Uma foto-cópia comportamental de “Fields”. O ex-ministro do Planejamento valorizava com especial atenção sua presença na imprensa. Gustavo segue a mesma toada, amplificada pela exposição nas mídias sociais. No quesito debate econômico só perde para Ciro Gomes em termos de aparição na rede.

Gustavo Franco também lembra Campos na forma mansa como dispara suas invectivas. Por isso, causou espécie sua caricata versão cinematográfica, que o apresenta com a physique du rôle de um lutador de Ultimate Fighting. As bordoadas do economista não ultrapassam sua fala pausada e monotônica. Hoje, no Brasil, não há ninguém mais identificado com o credo de Campos do que Gustavo. Até 2022 reunirá em torno de si a esmagadora adesão do empresariado. E se tornará a mais influente voz do pensamento liberal no Congresso. Trata-se de um remake bollywoodiano da trajetória política do arqui-inimigo da esquerda brasileira. Todos já vimos esse filme.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.17
ED. 5766

Bloco na rua

O presidente do Partido Novo, João Amoedo, costura com Bernardinho o lançamento da sua candidatura ao governo do Rio antes do Carnaval.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.11.17
ED. 5751

O distintivo e a urna

O Partido Novo e a Rede enviaram emissários para auscultar as pretensões políticas do ex-diretor da Polícia Federal Leandro Daiello. Ter o “xerife” da PF durante a Lava Jato seria um grande ativo eleitoral. Ressalte-se que Daiello
não só deixou a direção, como pediu aposentadoria da corporação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.10.17
ED. 5721

Disputa pelo passe

O Partido Novo entrou na disputa pelo “passe” do ex-ministro do STF Carlos Ayres Britto. Rede e PSB já estão na fila.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.10.17
ED. 5716

Presidência de honra

Fernando Henrique Cardoso tem feito gestões para ser convidado a assumir a presidência de honra do Partido Novo. Se vai aceitar é que são elas. FHC é da estirpe que manda carta para si próprio e fica matutando se responde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.08.17
ED. 5688

O baú do Partido Novo

A primeira opção do Partido Novo para disputar o governo de Minas Gerais em 2018 é o empresário Salim Mattar, controlador da Localiza. Se ele não topar, o segundo alvo da sigla é um nome que não tem lá muito de “novo”: Josué Gomes da Silva, dono da Coteminas e filiado ao PMDB.


Por falar em Partido Novo, a sigla já trata como certa a filiação de Marcelo Calero, que deverá concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo Rio de Janeiro. O ex-ministro que gravou e denunciou Geddel Vieira Lima será o puxador de voto sob medida para um partido que promete falar de ética durante toda a campanha.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.08.17
ED. 5685

Espaço aberto

A ida de Bernardinho para o Partido Novo reacendeu as esperanças do deputado Carlos Roberto Osório de ser o candidato do PSDB ao governo do Rio em 2018. Ele tenta articular, desde já, o apoio do DEM e do PP, partido do atual vice-governador Francisco Dornelles. Até porque se depender única e exclusivamente do PSDB para ganhar uma eleição no Rio…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.08.17
ED. 5678

O futuro de Kuerten

O ex-tenista Gustavo Kuerten também tem sido assediado para entrar na política. No momento, troca bolas no fundo de quadra com o PSDB e o Partido Novo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.07.17
ED. 5672

Espelho, espelho meu

João Doria tem feito de tudo para convencer Flavio Rocha, herdeiro da Lojas Riachuelo, a desistir da ideia de se filiar ao Partido Novo e entrar no PSDB. São 10% de amizade e o restante, puro pragmatismo. Rocha corre na mesma raia do “político-gestor”. Em outro partido, pode vir a ser um adversário incômodo numa eventual disputa ao governo de
São Paulo, caso sobre apenas esta alternativa a Doria em 2018.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.