fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.06.22

Alta dosagem

A rede de drogarias cearense Pague Menos estuda uma nova emissão de ações. O motivo? Vem mais aquisição pela frente.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.03.22

Atualização

A cearense Pague Menos está reestruturando o braço de e-commerce da Extrafarma, comprada ao Ultra no ano passado. A herança deixada pelo grupo foi uma operação deficitária.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.02.22

Segundo tempo

A aquisição da Extrafarma não saciou o apetite da Pague Menos. A rede de drogarias está em busca de aquisições no Sul do país, onde tem uma presença modesta se comparada às demais regiões do país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.21

Venda do controle parece ser o melhor remédio para a DPSP

Os acionistas da Drogaria Pacheco São Paulo (DPSP) vêm mantendo conversações com grupos do setor e fundos internacionais para a venda do controle da companhia. Segundo a fonte do RR, entre os candidatos estariam a Pague Menos, maior varejista farmacêutica do Norte e Nordeste, e o Advent. Trata-se de um negócio avaliado em R$ 12 bilhões, capaz de chacoalhar as prateleiras do setor.

Em caso de aquisição da DPSP, a Pague Menos, do empresário Deusmar Queirós, chegaria a quase R$ 20 bilhões em faturamento, encostando na líder do mercado, a Raia Drogasil, com receita de R$ 22 bilhões. Procuradas, DPSP, Pague Menos e Advent não se pronunciaram. A DPSP vem de uma temporada de solavancos. Em 2020, cresceu apenas 1,6%, bem abaixo do setor (quase 9%).

A performance decepcionante foi fundamental para a saída do então CEO do grupo, Marcelo Doll, que deixou o cargo em julho. Mais do que isso: aumentou a efervescência entre os mais de 20 acionistas da DPSP, oriundos da Drogaria Pacheco e da Drogaria São Paulo, que deram origem ao grupo. Dentro da própria empresa, há quem diga que eles talvez só venham a se entender quando não estiverem mais sob o mesmo teto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.05.21

Oferta de ações

A rede de drogarias cearense Pague Menos estaria preparando uma nova oferta de ações. A captação viria em boa hora, ajudando a financiar a recém-anunciada compra da Extrafarma.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.02.21

Quem quer a Extrafarma?

O Grupo Ultra teria oferecido o controle da Extrafarma ao Pague Menos, rede de drogarias cearense controlada pelo empresário Deusmar Queirós. Sinal de que o Ultra está descendo a escada degrau por degrau em busca de um comprador para o ativo. O Pague Menos é a terceira maior cadeia de farmácias do país. Antes, o controle da Extrafarma já havia sido oferecido à Raia Drogasil e à Drogaria Pacheco São Paulo, as duas primeiras do ranking.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.09.20

Ultra põe Extrafarma sobre o balcão

O Ultra prepara sua saída do varejo farmacêutico. O grupo busca um comprador para a Extrafarma, rede com 400 lojas em todo o país. Segundo o RR apurou, a cearense Pague Menos, terceira maior cadeia de drogarias do país, desponta como forte candidata ao negócio. Fundos de investimento, a exemplo do norte-americano Advent, também teriam demonstrado interesse pela Extrafarma. A empresa estaria avaliada na casa dos R$ 2 bilhões. Pode ser apenas coincidência, mas a movimentação do Ultra para deixar o varejo farmacêutico se dá pouco depois  da entrada do Pátria Investimentos no acordo de acionistas do grupo – e da consequente indicação de Alexandre Saigh, sócio da gestora, para o board. O fato é que a Extrafarma jamais conseguiu saltar para a prateleira de cima do setor, onde estão Raia Drogasil, Pacheco/São Paulo e a própria Pague Menos. Nos últimos anos, o Ultra fechou lojas, revisou a estratégia do negócio, mas a rede farmacêutica parece não ter muito remédio. No ano passado, a Extrafarma teve um Ebitda negativo de R$ 67 milhões, que se soma aos R$ 47 milhões negativos registrados em 2018. Isso para não falar da baixa contábil de R$ 593 milhões feita em 2019, referente a um ajuste no ágio da aquisição da empresa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.04.20

Ganhos colaterais da crise

Grandes grupos do varejo farmacêutico – a exemplo da cearense Pague Menos e da Extrafarma/Grupo Ultra – já trabalham com projeções de aumento da receita da ordem de 10% no primeiro semestre. Para efeito de comparação, entre janeiro e junho do ano passado, o faturamento da Pague Menos cresceu apenas 3%. A performance não se deve exclusivamente ao boom nas vendas de álcool gel, máscaras etc. Muitos consumidores decidiram antecipar compras e formar estoques de medicamentos de uso contínuo com receio de um desabastecimento do mercado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.08.19

Desavenças no balcão

IPO: três letras que alimentam a discórdia na Pague Menos, uma das maiores redes de drogarias do país. A General Atlantic, dona de 17%, força a abertura de capital. Fundador e maior acionista, Francisco Deusmar de Queirós resiste. Uma hora esse cabo de guerra arrebenta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.12.18

Três pulinhos e um IPO

O empresário Deusmar Queirós tem um pedido especial reservado para a noite de Réveillon: o IPO da cearense Pague Menos, uma das maiores redes de drogarias do país. A operação deverá ocorrer no primeiro trimestre de 2019. Estimativas iniciais apontam para a possibilidade de captação de algo em torno de R$ 600 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.