fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Ministério Público do Rio de Janeiro

Uma questão do concurso para o Ministério Público do Rio de Janeiro, realizado no último fim de semana, está causando polêmica no meio jurídico. A prova fez referência à admissibilidade do STF a provas obtidas a partir da instalação de escutas ambientais em escritórios de advocacia. O parecer favorável do Supremo é contestado por renomados juristas, que consideram a prática da “busca exploratória” em bancas um legado perigoso da Lava Jato. Em fevereiro, vale lembrar, a Câmara aprovou projeto de lei proibindo operações de busca e apreensão e outras medidas cautelares em escritórios de advocacia se fundamentada em delações sem provas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.11.21

Tensão para o clã Bolsonaro

Corre no STF a informação de que a Corte vai julgar ainda neste mês a reclamação do Ministério Público do Rio de Janeiro contra decisão do TJ-RJ, que concedeu foro privilegiado ao senador Flavio Bolsonaro nas investigações sobre o suposto esquema de “rachadinhas”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Os procuradores do Ministério Público do Rio de Janeiro identificam na empresa Bolsotini Chocolates o mapa das investigações contra Flavio Bolsonaro. Trata-se de uma espécie de holding dos Bolsonaro. Todos no clã já foram sócios ou se valeram da pessoa jurídica. Uma fonte do RR disse que a Bolsotini já deveria ter sido “vendida” há muito tempo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.