Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

O governo Bolsonaro prepara uma espécie de “Lava Jato do esporte“. A ideia é realizar uma devassa na concessão de recursos públicos para federações e confederações desportivas, por meio de contratos de patrocínio. Somente no ano passado, sete estatais, a começar pelo trio Caixa Econômica, Banco do Brasil e Eletrobras, desembolsaram quase R$ 400 milhões em mais de sete dezenas de acordos de patrocínio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.11.18
ED. 5998

Luiz Lima abre vantagem na disputa pelos Esportes

Caso o Ministério dos Esportes seja mantido, o deputado federal eleito Luiz Lima (PSL-RJ) nada de braçadas para assumir a Pasta. O empuxo para a indicação do ex-nadador e ex-secretário de Alto Rendimento do Ministério vem do próprio partido e de antigos atletas como a ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel, apoiadora de primeira hora da candidatura Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.08.18
ED. 5937

Padrão Copa

A menos de um ano da Copa América, que será realizada no Brasil, os organizadores da competição têm sofrido com a dificuldade de interlocução com o ministro dos Esportes, Leandro Cruz. O torneio carrega várias interrogações, que passam pelo orçamento, pela liberação ou não de verbas públicas e pela definição dos estádios que serão utilizados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.10.17
ED. 5736

Penitência

O Ministério dos Esportes está segurando o repasse de recursos ao COB. Pode ser a crise, o efeito Nuzman ou, o mais provável, um pouco de cada um.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.03.17
ED. 5584

Emoção de verdade

Leonardo Picciani não vê a hora de deixar o Ministério dos Esportes. Com uma fornada de reformas em andamento no Congresso, Picciani não tem dúvidas de que pode ser muito mais útil ao governo – e a si próprio – se voltar à Câmara dos Deputados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O deputado Jovair Arantes tem o apoio do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, para assumir o Ministério dos Esportes. Qual o espanto? Se Edison Lobão pode comandar a Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o enrascado Del Nero pode muito bem emplacar o novo ministro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.