fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
08.06.22

Mais liquidez à vista

O Ministério do Desenvolvimento Regional deverá autorizar, nas próximas semanas, uma nova leva de emissões de debêntures incentivadas para empresas de saneamento. Há uma fornada de pedidos superior a R$ 1,5 bilhão na Secretaria Nacional de Saneamento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Ex-diretor da Codevasf, Davidson Tolentino está cotado para um cargo no Ministério do Desenvolvimento Regional. Línguas ferinas em Brasília dizem que é a recompensa de Ciro Nogueira pelo silêncio de Tolentino, citado em investigações da PF por supostas irregularidades no Ministério da Saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Sem Rogério Marinho, o Ministério do Desenvolvimento Regional tornou-se uma espécie de departamento da Casa Civil. Ciro Nogueira está mandando e desmandando na liberação de verbas da Pasta. E o atual ministro, Daniel Oliveira? Quem?

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O Ministério do Desenvolvimento Regional corre o risco de virar um comitê de campanha de seu ex-titular, Rogério Marinho. Há uma pressão interna pela entrega de projetos no Rio Grande do Norte, onde Marinho disputa a eleição ao governo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O Ministério do Desenvolvimento Regional está embalando a toque de caixa um pacote de entregas do Programa Casa Verde e Amarela no Nordeste, feito sob medida para Jair Bolsonaro. Segundo o RR apurou, ao longo do mês de maio Bolsonaro deverá cortar fitas na Bahia, Pernambuco e Paraíba.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O ministro Rogério Marinho tem sido pressionado por prefeitos e parlamentares de Minas Gerais, Bahia e Ceará. Os políticos cobram mais verbas do Ministério do Desenvolvimento Regional para compensar a retirada de dezenas de municípios do Mapa do Semiárido do Cerrado. A saída do clube custou algumas dezenas de milhares de reais em recursos da Sudene.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A ordem para o Ministério do Desenvolvimento Regional é embalar um pacote de inaugurações de obras na Bahia. Jair Bolsonaro quer percorrer o estado ao lado do ministro da Cidadania, João Roma. Trata-se de uma tentativa de levantar a candidatura de Roma ao governo baiano. Está difícil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O coronel da reserva Ricardo Célio Chagas Bezerra está cotado para assumir um cargo no Ministério do Desenvolvimento Regional. Filiado ao PSL, leia-se União Brasil, Bezerra protagonizou um episódio sui generis em setembro de 2019. Dono de uma fazenda de exploração de madeira em Altamira (PA), foi nomeado para a superintendência do Ibama no Ceará e permaneceu no cargo por apenas 24 horas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Órgãos vinculados ao Ministério do Desenvolvimento Regional, como Codevasf, DNOCS e a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, estão fazendo um mapeamento dos poços artesianos no Nordeste. Há praticamente um apagão desses dados no governo, o que torna a gestão de recursos hídricos na região uma barafunda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.12.21

O sal da terra de Rogério Marinho

A indústria salina do Rio Grande Norte bateu na porta do ministro do Desenvolvimento, o potiguar Rogério Marinho. Busca em Marinho um aliado dentro do governo para a criação de barreiras alfandegárias contra a importação de sal. O objetivo do setor é restringir, principalmente, a entrada do produto proveniente da Bolívia, destinado ao consumo animal.

As compras dispararam nos últimos meses. A indústria potiguar acusa os bolivianos de prática de dumping, com preços artificialmente baixos, até 30% inferiores aos do mercado interno. Será que Marinho vai comprar o barulho, provavelmente abrindo mais um flanco de discórdia com Paulo Guedes, sempre avesso a barreiras tributárias?

Consultado, o Ministério do Desenvolvimento Regional disse ao RR que “Rogério Marinho, enquanto parlamentar, sempre defendeu o setor salineiro do Rio Grande do Norte.” Por ora, no entanto, o Ministério do Desenvolvimento Regional não manteve qualquer conversa com a Economia sobre o assunto, segundo palavras da própria Pasta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.