fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
21.02.20

O Queiroz do Bolsa Família

Onyx Lorenzoni convidou o secretário nacional de Proteção Global do Ministério da Mulher, Sergio Queiroz, para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Social, vinculada à Pasta da Cidadania. Queiroz será uma espécie de “gerentão” do Bolsa Família, com a missão de reduzir a enorme fila de pedidos represados. Mais de 3,5 milhões de pessoas aguardam sua inclusão no programa. A relação entre Lorenzoni e Queiroz vai além do binômio chefe/subordinado. Amigos de longa data, ambos costumam frequentar cultos evangélicos juntos, ainda que vistam camisas diferentes. Lorenzoni pertence à Igreja Sara Nossa Terra; já Queiroz é pastor da Cidade Viva.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.12.19

Memorial da Anistia vai parar no TCU

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos vai solicitar ao TCU uma tomada de contas especial na obra do Memorial da Anistia, em Belo Horizonte. O RR teve a informação de que, nos próximos dias, a Pasta vai encaminhar ao Tribunal uma série de documentos com fortes indícios de superfaturamento no projeto. Procurado, o Ministério confirmou a informação, mas disse não poder “fornecer maiores detalhes, pois o processo tramita em sigilo.” A obra, a cargo da UFMG, já é objeto de investigação da PF. O orçamento original era de R$ 5 milhões. Já foram gastos mais de R$ 14 milhões e o Memorial não ficou pronto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.11.19

Disque Tribunal de Contas

O antigo contrato para a operação do Disque 100 (direitos humanos) e do Disque 180 (violações contra as mulheres), firmado no governo Temer, está na alça de mira do TCU. Ele entrou no radar da Corte depois que o Ministério da Mulher decidiu concentrar os dois serviços em uma única plataforma. Com isso, o gasto caiu de R$ 50 milhões por ano para R$ 21 milhões. Curiosamente, a operação continuará a cargo da mesma empresa. Estranho… Por mais que a unificação dos atendimentos gere ganhos de escala, o “generoso” corte de mais de 50% ligou o alerta no TCU em relação, digamos assim, à margem de lucro do contrato anterior.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.10.19

Eleitor de rugas

O governo Bolsonaro mira na terceira idade. O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos prepara um programa de políticas públicas voltadas a idosos. Como quase tudo em um governo asfixiado pelo fiscal, vai ter muita espuma e pouca verba.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.07.19

O mapa-mundi da violência contra a mulher

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos vai elaborar um estudo inédito sobre a violência contra brasileiras residentes no exterior. A Pasta já começou a colher dados de embaixadas e ONGs. A ministra Damares Alves pretende utilizar a pesquisa como referência para ações de apoio a brasileiras vítimas de agressões em outros países. Situações peculiares, como a necessidade de aceitar subempregos ou até mesmo a dependência financeira dos companheiros, são identificadas como fatores de aumento da violência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.07.19

Um pouquinho de Brasil

Os conselhos tutelares, que vivem em situação de penúria, receberão nos próximos dias 35 veículos do Ministério da Mulher, da Família e Direitos Humanos. Ainda assim, a carreata poderia ser maior. Por questões burocráticas, cerca de 200 automóveis doados por montadoras ao governo, ainda na gestão Temer, estão parados nos pátios das concessionárias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.06.19

Um país chamado Brasil

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos vai divulgar ainda nesta semana um dado estarrecedor. Dos 11.572 casos de violência contra pessoas portadoras de deficiência registrados no país em 2018, praticamente um terço foi cometido pelos próprios pais (12%) ou por irmãos (19%). Aproximadamente 24% das vítimas de agressão são pessoas de 18 a 30 anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.04.19

Almoço com as estrelas

Depois de Luiza Brunet, Damares Alves sonha com Regina Duarte em seu cast para estrelar uma das campanhas do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. A “Viúva Porcina” apoiou abertamente a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência e, logo após a eleição, disse que estava à disposição para ser “palpiteira” do seu governo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.