fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Minerva Foods

13.05.22

Contragolpe geoeconômico

O frigorífico paraguaio Frigonorte está se movimentando para comprar ativos no Brasil. Trata-se de uma investida na contramão da invasão brasileira do outro lado da fronteira. No passado recente, o próprio Frigonorte quase foi comprado pela Minerva Foods. Ressalte-se que a empresa paraguaia passou por momentos conturbados: um de seus sócios chegou a ser investigado por suposto envolvimento no esquema criminoso do doleiro Dario Messer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.04.22

A Oceania é nossa

Após desembarcar na Austrália, com a compra de dois frigoríficos, a Minerva Foods estuda a aquisição de ativos na Nova Zelândia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.03.22

Carne de primeira

Segundo fonte próxima à empresa, o Minerva Foods está em negociações avançadas para a compra de mais um frigorífico na Austrália. A empresa já fez duas aquisições naquele país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.12.21

Cabeça de ponte

A Minerva Foods está garimpando novos frigoríficos no Paraguai. Sua operação local tornou-se estratégica. O Minerva tem usado suas plantas no Paraguai para compensar as restrições impostas pela China e pela Rússia à carne brasileira. Tem mais: na semana passada, o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar dos Estados Unidos concluiu uma inspeção em frigoríficos paraguaios. Nos próximos dias, o governo norte-americano deverá liberar a compra de carne produzida no país vizinho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.11.21

O novo cardápio da Minerva

O RR apurou que a Minerva Foods, um dos três maiores exportadores de carne do país, tem planos de entrar no mercado de pet food. Já está, inclusive, avaliando a aquisição de empresas do setor. Seguirá, assim, os passos da BRF, que tem feito seguidos investimentos e já domina cerca de 10% desse mercado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.21

A segunda chance do Minerva

O RR teve a informação de que o Minerva Foods reabriu conversações para a compra do Frigonorte, um dos maiores frigoríficos do Paraguai. No ano passado, a empresa da família Queiroz esteve perto de fechar a aquisição. Na ocasião, no entanto, o Frigonorte optou por firmar um acordo operacional com a também paraguaia Concepción. Em tempo: o Frigonorte tem um passado recente conturbado. Um de seus sócios chegou a ser investigado pelo suposto envolvimento no esquema criminoso montado pelo doleiro Dario Messer no Paraguai.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.05.21

Em vez do Marfrig, os árabes

Circula no mercado a informação de que o Salic (Saudi Agricultural and Livestock Investment Company) está prestes a comprar mais uma fatia do capital da Minerva Foods. A companhia de investimentos da família real da Arábia Saudita já detém 33% do frigorífico. Esta teria sido a razão pela qual a família Queiroz, fundadora da empresa, brecou uma possível negociação com o Marfrig. Consta que a companhia de Marcos Molina buscou uma associação com o Minerva antes de fechar a aquisição de ações da BRF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.03.21

Apetite redobrado

O RR apurou que o Salic, fundo soberano da Arábia Saudita, deverá fazer um novo aporte de capital na Minerva Foods.  No mais recente, em setembro do ano passado, os árabes injetaram cerca de R$ 400 milhões na empresa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.02.21

Cadeia da proteína

O Salic, fundo soberano da Arábia Saudita e sócio da Minerva Foods, planeja investir no mercado de grãos no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.01.21

Teste da carne

Depois de Natura e Klabin, a Minerva Foods também estuda uma emissão de bônus sustentáveis. Será um teste de fogo para uma empresa sobre a qual, volta e meia, pairam acusações de compra de gado em áreas de desmatamento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.