fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.08.21

Verba não faz parte do “currículo escolar”

As declarações feitas pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, na última segunda-feira, minimizando a falta de recursos nas universidades federais, tiveram endereço certo. Na semana passada, em audiência no Ministério, representantes da Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior reivindicaram mais verbas. Ao que tudo indica, o “não” veio publicamente.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Jair Bolsonaro tem resistido à pressão do Centrão pela troca de Milton Ribeiro no Ministério da Educação. Ribeiro caiu nas graças de Bolsonaro pela veemente defesa da volta das aulas presenciais e pela criação de uma comissão para elaborar as provas do Enem sem conteúdo ideológico. O que, na prática, significa tirar a ideologia dos outros para colocar a do presidente.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.07.21

Alguém vai parar no Inep?

Segundo informações filtradas da própria Pasta da Educação, há arestas pontiagudas no relacionamento entre o ministro Milton Ribeiro e o presidente do Inep, Danilo Dupas Ribeiro. O principal motivo é a já anunciada criação de uma “comissão editorial”, que, entre outras funções, deverá ter poderes sobre a formulação das questões do ENEM. O comando do Inep, ressalte-se, é uma função amaldiçoada no governo Bolsonaro: Dupas Ribeiro é o quinto presidente do instituto em dois anos e meio de mandato.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.06.21

Comigo não

Na Pasta da Educação, a declaração do ministro Milton Ribeiro de que “abriu mão” de ver antecipadamente as questões do ENEM não foi interpretada como um atestado de autonomia para o INEP, responsável pela elaboração da prova. Aos olhos dos técnicos do Ministério, Ribeiro já está tirando o corpo fora por conta. Em caso de polêmica em relação ao conteúdo do exame, vai sobrar para o presidente do Instituto, Danilo Ribeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.05.21

Educação medieval

O programa Educação Conectada está devagar, quase parando. Até o momento, o governo não apresentou um plano para garantir o acesso das mais de 54 mil escolas rurais à internet. Nos corredores do Ministério, os atrasos são atribuídos a um misto de escassez orçamentária com a falta de empenho do ministro Milton Ribeiro. Aliás, a batata de Ribeiro está assando – ver RR de 6 de maio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.05.21

O nome de Jefferson vs. o sobrenome de Guedes

Roberto Jefferson, aliado de Jair Bolsonaro, trabalha para derrubar o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Jefferson carrega no bolso do colete um nome para o cargo: o do ex-deputado federal Alex Canziani. O petebista já tentou emplacar Canziani na Pasta em duas ocasiões, uma ainda no governo Temer e outra no ano passado. Vai ter uma disputa dura. Jefferson encontrará outro peso-pesado pela frente. Paulo Guedes também tem sua candidata para a Educação, que, por sinal, atende pelo próprio sobrenome do ministro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.05.21

Revoluções por minuto na Educação

O Ministério da Educação está em ponto de fervura. Após a carta aberta de funcionários do Inep dizendo que o instituto “está em perigo”, agora são os servidores da Capes que estariam articulando um manifesto contra a gestão do ministro Milton Ribeiro. O corpo técnico reclama do esvaziamento do órgão, responsável por avaliar os cursos de pós-graduação e divulgar produções científicas. A gota d´água no copo cheio de insatisfação foi a recente demissão da presidência da Capes de Benedito Aguiar Neto, bastante respeitado por seus pares no Ministério.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.04.21

2022 já começou

A viagem do ministro da Educação, Milton Ribeiro, ao Piauí, na última segunda-feira, foi um aquecimento para 2022. Assessores de Jair Bolsonaro costuraram a data e o motivo da visita. Ribeiro anunciou a entrega de ônibus a escolas públicas do estado no mesmo dia em que o senador Ciro Nogueira, aliado de Bolsonaro, lançou sua pré-candidatura ao governo piauiense. Em tempo: o cargo de Ribeiro está sendo disputado pelo Centrão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.04.21

Educação é o novo alvo

O Centrão voltou a fazer carga pela saída de Milton Ribeiro do Ministério da Educação. O nome indicado seria o do ex-deputado Mendonça Filho, do DEM, que comandou a Pasta no governo Temer. Atualmente, Mendonça é consultor da Fundação Lemann, pertencente a Jorge Paulo Lemann. Aliás, Lemann é candidato à compra da participação da Petrobras na BR Distribuidora.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.04.21

Um “olavista” na corda bamba

O secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim, deverá ser o próximo a perder o lugar na dança das cadeiras regida pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro. “Olavista” de carteirinha, Nadalim é um dos últimos indicados pelo “guru da Virgínia” ainda presentes no Ministério. É tido por seus colegas como um dos quadros mais ideológicos da Pasta. Entre outros episódios, gerou conflitos no Ministério ao propor um modelo de avaliação da alfabetização em detrimento dos testes aplicados por intermédio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Nas últimas semanas, o ministro Milton Ribeiro fez mudanças em outros dois cargos importantes da Pasta, com as saídas de Alexandre Lopes e de Benedito Aguiar Neto das presidências do Inep e do Capes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.