fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
15.10.19

Endividamento sem aval da União obriga estados e municípios criarem novas formas de atrair capital

Observatório

Por Fabricio Dantas, sócio de Vinhas e Redenschi Advogados.

As recentes decisões do STF, impedindo que os bancos, especialmente a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, executem a garantia do Fundo de Participação dos Estados e Distrito Federal e do Fundo de Participação dos Municípios nos empréstimos de recursos aos estados e municípios, fez o Banco Central editar resolução limitando estas operações por conta da grande exposição aos riscos das instituições financeiras.

Neste cenário, alguns entes federados têm adotado a iniciativa inovadora de criar fundos imobiliários, com imóveis de alto valor, para usar o fluxo financeiro destes fundos para novos empréstimos.

Ao contrário de iniciativas anteriores, estes novos fundos que estão sendo constituídos aportam imóveis de alto retorno, para substituir o FPE e o FPM como garantia em futuros empréstimos, em uma época em que a União não tem aceitado garantir nenhuma operação de crédito e a demanda dos estados por recursos e alta.

O efeito secundário desta iniciativa e que irá aquecer o mercado imobiliário em pouco tempo: os imóveis estatais, antes tidos como elefantes brancos estão sendo regularizados, avaliados a mercado e tendo sua gestão entregue a profissionais de mercado. Em um momento em que faltam imóveis de alto retorno para garantir a emissão de títulos, o mercado financeiro está olhando com bons olhos e muita expectativa a constituição e robustez destes fundos de imóveis públicos, que, antes, estavam esquecidos pela burocracia estatal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.02.17

Ex-chefão da F-1 estaciona no Brasil

O inglês Bernie Ecclestone, recentemente ejetado da Fórmula-1 após mandar e desmandar na categoria por mais de 40 anos, vai passar boa parte da sua “aposentadoria” no Brasil. Ecclestone está garimpando novas lavouras de café no interior de São Paulo, onde já possui uma propriedade, a Fazenda Ycatu. Tem planos também de investir no setor imobiliário, com a construção de condomínios de luxo. Ecclestone, 86 anos, é casado com uma brasileira, a advogada Fabiana Flosi. É também muito amigo do ex-piloto Nelson Piquet, com quem deve dividir o cockpit de alguns de seus investimentos no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.02.17

Classificados

Classificados da crise: há quase 40 mil imóveis residenciais e comerciais vazios na cidade do Rio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

 O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, teria colocado à venda uma das duas coberturas de sua propriedade no luxuoso condomínio Les Residences Saint Tropez, na Barra da Tijuca. Um dos imóveis foi comprado em 2015 junto ao empresário Wagner Abrahão, do Grupo Águia, antigo parceiro comercial da CBF, por aproximadamente R$ 5,2 milhões. A outra aquisição é considerada uma das maiores pechinchas do mercado imobiliário carioca dos últimos tempos: apenas um ano antes, Del Nero teria pago somente R$ 1,6 milhão por uma cobertura similar. • Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: CBF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.16

Classificados

 A lista de imóveis que o governo do Rio pretende passar à frente já conta com mais de 30 propriedades apenas na capital, entre terrenos e prédios – alguns, diga-se de passagem, em mau estado de conservação. Oito deles já foram colocados à venda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.01.16

Mais metros quadrados para GLP

 A GLP, de Cingapura, que já investiu mais de US$ 1,5 bilhão em galpões industriais no Brasil, quer agora se aproveitar da crise no setor imobiliário para comprar prédios comerciais no Rio e em São Paulo. Tudo na bacia das almas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.