fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Com base na área técnica da Pasta da Ciência e Tecnologia, o ministro Marcos Pontes tem defendido dentro do governo que a infraestrutura do 5G seja dividida ao menos entre três grandes fornecedores de tecnologia. Trata-se de um vespeiro. Na mão contrária, está o poderoso lobby da Huawei, que tem como um de seus principais “embaixadores” o deputado Eduardo Bolsonaro. Os chineses buscam o monopólio da nova frequência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.12.19

Pensando bem, faz sentido…

Até o momento, nem o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, nem qualquer outra autoridade do governo brasileiro confirmou presença na posse dos cinco novos representantes brasileiros na Academia Mundial de Ciências. A cerimônia está marcada para janeiro, na Itália. O quinteto é composto pelos cientistas Célia Regina da Silva, Luisa Villa e Edson Ticianelli, da USP, além de Wilson Savino, da Fiocruz, e Maria Cristina Bernardes, da UFRS. Todos heróis da resistência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.10.18

Pontes para o futuro

A carreira de empresário de Marcos Pontes, próximo ministro da Ciência e Tecnologia, irá, ainda que temporariamente, para o espaço. O “astronauta brasileiro” vai se licenciar da Agência Marcos Pontes de Turismo. A principal atração da empresa, como não poderia deixar de ser, é a venda de pacotes de viagem para voos espaciais. A aventura orbital é coisa para prósperos aficionados: não sai por menos de US$ 250 mil. O negócio será tocado por Marcos Palhares, sócio do futuro ministro. Além disso, Pontes terá de abrir mão da sua carreira de coaching e palestrante, ocasião em que costuma se apresentar trajado com um alegórico macacão, estampado com a bandeira brasileira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.