Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Marcio França

Relacionados

03.08.18
ED. 5924

Combustível fiscal (e eleitoral)

O diesel é o combustível de uma nova guerra fiscal entre Rio de Janeiro e São Paulo. O governador Marcio França já avalia diminuir a alíquota do ICMS do produto em resposta à redução do tributo no Rio de 16% para 12%, índice cobrado em terras paulistas. Além de evitar perda de arrecadação para o estado vizinho, a medida ainda pode pingar alguns votos no tanque de França.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.07.18
ED. 5910

Procuram-se prefeitos

O governador Marcio França já teria adiado por duas vezes um encontro com prefeitos de São Paulo que apoiam sua reeleição. Motivo: baixo quórum.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.07.18
ED. 5903

Dividendo eleitoral

O governador Marcio França pretende licitar um lote de rodovias estaduais antes de outubro. Quer se aproveitar do vácuo de leilões no governo federal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.06.18
ED. 5896

Um racha animal na base aliada de Marcio França

Um projeto de lei aparentemente prosaico em tramitação na Assembleia Legislativa de São Paulo pode causar uma deserção na base aliada do governador Marcio França. Trata-se do PL 31/2018, que prevê a proibição do embarque de animais vivos para fins de abate em São Paulo. França já se declarou favorável à proposta. O líder do PPS, Arnaldo Jardim, um dos líderes da bancada ruralista na Assembleia, acena com o rompimento da aliança eleitoral com o PSB, de França, caso o projeto seja aprovado. O argumento é que São Paulo perderá um importante nicho de negócio para outros estados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.18
ED. 5889

Doria e França brigam segundo a segundo

João Doria e Marcio França, candidatos ao governo de São Paulo, duelam por cada segundo a mais de propaganda na TV. O tucano está prestes a selar o apoio do PSD e do DEM – conforme o RR antecipou na edição de 11 de junho. Com isso, passará a ter aproximadamente um terço do horário eleitoral. França, por sua vez, vai reduzir a diferença graças à aliança com o PP, que deverá ser formalizada hoje. Terá algo em torno de 29% da propaganda política. Paulo Skaf, que completa o top three dos candidatos ao governo de São Paulo, terá de se virar para falar com o eleitor, com apenas 15% do horário eleitoral, algo como um minuto e 20 segundos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.